quarta-feira, 15 de outubro de 2008

SOMBRAS


Por muito que teime em brilhar sol, existem sombras que se alastram.
São sombras por debaixo dos olhos de homens e mulheres que seguem de cara fechada para um emprego instável, mal pago, a correr a contra relógio.
São sombras também nas pessoas que se amontoam com ar resignado, desde madrugada, à porta do posto médico, à espera de uma consulta eventual de um médico de família que não existe.
São sombras na cara de professores que avançam agora para um emprego de sonho transformado agora em pesadelo burocrático.

Sombra ainda no olhar que avalia a etiqueta do preço de cada coisa antes de a colocar no carro de compras, avaliando silenciosamente se leva menos leite ou se prescinde de um pedaço de queijo, para conseguir espremer as compras para dentro do orçamento.
Mais sombras ainda no velho que pergunta na Farmácia quanto custa medicamento prescrito.
Sombras grandes que crescem, em quem pensava ter um filho, pensava ter um futuro, talvez passar umas férias, talvez…e só vê a sombra a crescer em seu redor.
Ainda mais sombras em quem procura emprego e se sente vazio e inútil como um relógio com a corda partida, sombras ainda em que só pensa em partir, sair daqui, procurar outro sitio, outra pátria de língua estranha, com menos sol, mas acima de tudo menos sombria.
Vamos acender a Luz?

17 comentários:

salvoconduto disse...

Julgo que haverá sempre alguém a querer partir a lâmpada, protege-a bem!

Abreijo

Ludo Rex disse...

Sombras que vemos e sentimos todos os dias... Acendamos a Luz, claro está!
A Luta é o caminho...
Kiss

PDuarte disse...

há uma melancolia enorme nas tuas palavras.

abre a janela.
a luz está lá para ti também.
a luz e a brisa da manhã.
as sombras são o outono que também acaba.
as folhas que caem não fogem da sombras.
deitam-se nela e ignoram-a.

CRN disse...

Ana,
Até parece que tirei de aqui a ideia para um artigo que escrevi ontem, afinal, o comunismo é isso mesmo. "A publicar no "cheira-me a revolução".

A revolução é hoje!

Zorze disse...

São sombras negras que pairam sobre nós à muito tempo. Sombras que só nos deixam as sobras.
Mas vamos acender a luz, tenho a certeza, que isto vai mudar. Vai, vai!

Beijos,
Zorze

Ana Camarra disse...

Salvoconduto – Pois agora já existem lâmpadas anti-vandalismo, terão de ser dessas….

Ludo Rex – Não conheço outro caminho.

Pduarte – Eu até estou melancólica, mas tu, amigo, estás poético, lindas palavras.

Crn – Pois a Revolução é urgente, para acabar com estas sombras.

Zorze-Vai sim, zorze, vai com toda a certeza.

Beijos

Marreta disse...

Sombras? Isto parece mais uma noite sem lua!
Mais do que acender a luz, é preciso antes explicar como se carrega no interruptor.
Saudações do Marreta.

Ana Camarra disse...

Marreta

Em 2009 temos 3 oportunidades de acender luzes: Parlamento Europeu, Legislativas e Autarquicas.

beijos

Utopia das Palavras disse...

Sombria a vida vai ficando
Mas quero sol, quero ar, quero luz
Quero quebrar, levantando...
Vozes, pra luta que nos conduz

Beijos
Ausenda

Moacy Cirne disse...

Sim, há sombras que nos perseguem. Mas há sombras que, em sendo penumbras, podem revelar muitas coisas para aqueles que procuram a Luz, seja na poesia, seja na política, seja na aventura da vida e dos grandes amores. beijos.

mugabe disse...

Ana,...desculpa lá a coisa, mas vai dar uma passeata até ao Bivolta o tipo anda meio tristonho....vê lá o que se passa ok ?? Abraço!

poesianopopular disse...

Ana
Vamos nessa o mais rápidamente possível.
Bjos camarada

Ana Camarra disse...

Ausenda – Pois, vozes para a luta!

Moacy Cirne – Pois, essas penumbras da aventura da vida dão-nos força.

Mugabe – Já lá deixei um comentário a dizer que ele tinha ressuscitado!

José-Temos de ir amigo.

Beijos

Fernando Samuel disse...

Sombras muitas que fazem a SOMBRA...

Não há dúvida: a alternativa é acender a LUZ.

Um beijo.

DML disse...

Isto e o Pais em que vivemos!

Esta na altura de mudar...

Ana Camarra disse...

Fernando Samuel - Pois temos de acender.

Dml - Está mais do que na altura.

Beijos

Fernanda Alves disse...

As sombras são o contraste da luz. E através delas, quando ainda se tem esperança, pode-se encontrar o filete de luz que o conduzirá a um lugar amplo e iluminado chamdo perceverança.

BEM LÚCIDO SEU TEXTO!
beijos**