sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Para lá do canavial...


Passa um camião que tem escrito na lateral “Temos a solução que você precisa!”, é uma promessa que penso não estará ao alcance de quem a publicita, aliás as soluções costumam não andar assim a passar frente ao meu nariz, ou talvez andem e eu para variar continue a abstrair-me de muita coisa, sempre fui observadora numas coisas e completamente impermeável a outras, por isso por vezes baralho-me dou comigo a tocar num acorde diferente do esperado, a fugir para outro mundo qualquer, por vezes vejo aquilo que ninguém vê, passa-me assim, sem ver, o que é evidente, vim cá para fora de telemóvel e maço de tabaco para fazer a pausa fundamental, depois de colocados em cima da mesa os tópicos, as diversas opiniões são o que são, por vezes a mesma forma de não dizer nada no concreto, por isso evado-me um bocadinho só, o tabaco enche esses momentos, tirar o cigarro, acender o isqueiro, aspirar o fumo, saber que depois da estrada, da terra batida, dos canaviais, está o rio, para pensar sozinha, sem distracções de que me apetece mesmo é estar ao pé do mar a ouvir outros murmúrios, a carícia do sol, o azul irreal do mar, para lá ainda do rio, depois da serra que espreita lá mais ao fundo, não pensar noutras coisas, conseguir até nem pensar em nada, gozar apenas e só um espaço de tempo dedicado a um prazer quase egoísta, esticar-me o mais possível à carícia do sol, em vez de me preocupar com outras coisas, uma reunião que é transferida, um encontrão nos compromissos de outro dia, os tempos que se avizinham mais nublados, a chuva que parece que vai cair, a miséria que vai crescer mais ainda em misérias acumuláveis, tentar encaixar nisso tudo um espaço cheio só pela vontade, para me ouvir junto com o murmúrio do mar apenas a dar espaço aos sentidos.

2 comentários:

Fernando Samuel disse...

Para lá do canavial... estã o sonho...

Um beijo.

Ana Camarra disse...

Fernando Samuel

Por vezes precisamos desesperadamente de um espaço de sonho só para nós, uma espécie de oásis emocional.

Beijo grande