Tuga Crome

Em qualquer organização, repartição, escritório, colectividade ou similar, existem sempre vários tipos de pessoas, identifiquei estes:

O Trabalhador - Trabalha, como o nome indica, veste a camisola da equipa faz-lhe cócegas ver qualquer coisa por fazer mesmo que não seja da sua responsabilidade e faz.
Por vezes prejudica-se a si próprio, muitas vezes, a sua dedicação é inquestionável, procura sempre resolver os problemas, desenrasca uma solução para tudo, dá a cara, o couro e o cabelo pela equipa.

A Estrela da Companhia – Faz alguma coisita, pouca, mas se faz dez propagandeia que faz mil, na repartição espalha papeis para dizer que tem muito que fazer, delega as suas responsabilidades, constantemente. Colhe o louro do trabalho dos outros, queixa-se imenso. Começa todas as frases na primeira pessoa do singular….

O Caga Bitaites – Faz pouco ou quase nada de preferência, é basicamente incompetente e conjuga esforços para dizer mal de tudo, encontra dificuldades em tudo, critica o trabalho dos outros dando sempre a entender que existiam melhores soluções, mas nunca as apresenta. Teoricamente percebe de tudo, na prática nunca se viu nada. È o protótipo do treinador de bancada…

O Maldizente – Esse não faz, nunca fez e nem tem intenções de fazer nada. Considera-se uma sumidade por esse facto mas o seu prato favorito é arrasar o próximo, principalmente os que trabalham, as suas frases começam por “Já estava mesmo á espera”, “Se fosse eu…” ou “Não percebem nada disto”

O Chorão – Tem como base para não fazer nada o queixume, chora-se de manhã à noite, tudo é uma cabala orquestrada contra si, o sol, a chuva, os semáforos etc.

O Carregador – Desde que lhe digam que é para fazer isto deste modo faz, até à exaustão. Não questiona, não tem autonomia, nunca decide nada.

O único – Trabalha muito mas só, não confia em ninguém, não sabe trabalhar em equipa. A equipa é só ele. Se encontrar uns carregadores, as coisas seguem. Se alguém lhe dá uma ideia ou se propõe uma alternativa encara-a como um ataque pessoal.

Comentários

LUA DE LOBOS disse…
dá para acrescentar mais um?

o que se traveste de touro em plena assembleia!

xi
maria
Ana Camarra disse…
maria

isso nem tem encaixe em nada que se pareça com trabalho....

beijo
mugabe disse…
Bom retrato.

Abraço
Anónimo disse…
Parabens pelo seu blog. Cheguei nele ao acaso e achei muito interessante. Alias, a música "Canção de Embalar" gostei muito, não conhecia o grupo.Abraços, André (Ribeirão Preto - SP, Brasil. - ap_rp@hotmail.com )
salvoconduto disse…
Ultimamente só se vêem Estrelas da Companhia e Caga Bitaites nas tvs. Até me admira portugal estar no estado em que está. Alguém anda de certeza a tramá-los. Uma coisa tenho a certeza, ninguém tirará o primeiro lugar de caga bitaites a Medina Carreira. Aponta aí.

Abreijos e bom fim de semana.
duarte disse…
eu não sei onde encaixo...mas sei d'alguns que são aqui bem retratados.
abraço
Maldonado disse…
Concordo contigo.
Em todos os locais de trabalho existem estes espécimes, mas, felizmente, em doses controladas. :)
Menina Idalina disse…
O Ana :

Ainda temos o FP (e não é funcionário Público) o que bufa tudo, lixa tudo e sacaneia tudo, amigo intimo e subserviente perante o Chefe: O "espéciem" maior da pandilha, que está no lugar por ter o cartãozito.
saheda.com disse…
النائب مشير المصري رئيس "الحملة الدولية للإفراج عن النواب المختطفين".. هل لكم أن تعطونا تعريفًا بالحملة التي ترأسونها؟

** بدايةً.. دعني أشكر "المركز الفلسطيني للإعلام" على اهتمامه الكبير بهذه القضية المهمة، ونحن نؤكد أنه مضى ثلاثة أعوام متواصلة على اختطاف نواب المجلس التشريعي الفلسطيني من قِبل الاحتلال الصهيوني أمام مرأى العالم ومسمعه، وهذا شكَّل سابقة خطيرة وجريمة سياسية وانتهاكًا صارخًا لمبادئ القانون واتفاقية "جنيف" الرابعة، ناهيك عن تجاوز الاحتلال قواعد الديمقراطية وأسس احترام إرادة الشعوب.

وإن الاحتلال الصهيوني يصر حتى الآن على انتهاك كرامة الديمقراطية بل ومحاكمتها من خلال استمراره في اختطاف النواب وتقديمهم إلى المحاكمات، والإمعان في ذلك بتمديد محكومياتهم غير الشرعية بعد انتهائها؛ بغية تغييبهم خلف قضبان السجون طيلة الدورة الانتخابية.

ومن منطلق رفضنا القاطع لاختطاف النواب ومحاكمتهم، واللذين شكلا محاكمة للديمقراطية واختطافًا لنتائجها، وإدراكًا منا أن مكان هؤلاء النواب المختطفين ليس في أقبية السجون ولكن في مواقعهم البرلمانية التي اختارهم لها الشعب الفلسطيني عبر صناديق الاقتراع واستمرارًا للجهود التي بذلت دفاعًا عن هذه القضية، وتوحيدًا لطاقات البرلمانيين والأحرار في العالم وصولاً إلى فجر حرية النواب المختطفين.. فقد قرَّرنا إطلاق "الحملة الدولية للإفراج عن النواب المختطفين".

ونحن في "الحملة الدولية للإفراج عن النواب المختطفين" نؤكد رفضنا القاطع للقرصنة الصهيونية والتدخل الفظ في الشأن الداخلي الفلسطيني ومحاولات تغيير الخارطة السياسية الفلسطينية عبر اختطاف النواب ونسف الخيار الديمقراطي، ونطالب بضرورة تحرك المجتمع الدولي لحماية القيم الإنسانية والأخلاق الديمقراطية ومواجهة الانتهاكات الصهيونية للأعراف والمواثيق الدولية، كما ندعو البرلمانيين في العالم وكل الأحرار إلى الانضمام إلى هذه "الحملة الدولية للإفراج عن النواب المختطفين" وتحمُّل مسؤولياتهم في الدفاع عن الديمقراطية، والعمل على تشكيل رأي عام عالمي ضاغط للإفراج عن النواب وتجريم هذه السياسة "الإسرائيلية" الخطيرة.
Diogo disse…
Analisando os vários perfis, julgo que me situo a meio caminho entre o Trabalhador e a Estrela da Companhia quando as coisas correm bem, ou entre o Caga Bitaites e o Maldizente quando o Administrador está "naquela altura do mês". Não quero com isto dizer que por vezes não seja um Chorão, a espaços um Carregador e intermitentemente um Único.

A esta hora da noite e em casa sou Eu.

Beijo
Zorze disse…
Ana,

De uma penada descreveste a organização laboral portuguesa.

Excelente!

De todas as personagens que não são ficção, mas sim, a realidade de todos os dias e em todas as empresas e afins, o caga-bitaites ficou-me no coração.

Caga-bitaites não poderia existir sem haver um País chamado Portugal, um País de cagas-bitaites.

É por isso que o cheirete a merdum é insuportável.
É disso que o povo gosta!

Beijos,
Zorze
sagher disse…
pois é ana. tanto esforço e falta aqui um tipo. O que não gosta de trabalhar, faz alarde desse seu nao gostar, mas cumpre com as suas tarefas. Tem a consciencia de que o trabalho não nos liberta de merda nenhuma, nem nos faz mais felizes. Porque nesse aspecto, o discurso de toda a gente (sindicatos, patrões, padres e afins) é o mesmo: o de afirmarem que o trabalho é a suprema realização do homem (no sentido lato). Ora o trabalho é sim uma invenção do poder, seja ele qula for, para conseguir um fim:
Promover a escravatura dos membros da sua sociedadde e criar as condições ideais para manter o status quo.
anad disse…
Bom fim de semana cheio de sol e felicidade.
Anad
duarte disse…
MAGNIFIQUE CE DJANGO. ET VIVE LE JAZZ MANOUCHE!!!
ABRAÇO
Fernando Samuel disse…
Boas caracterizações - e, se calhar, há mais...

Um beijo.
Ana Camarra disse…
Mugabe-Também os conheces…

André-A canção de embalar é do eterno Zeca Afonso, nesta versão é cantada pelo Couple Coffe

Salvo-È sem dúvida o maior de todos!

Duarte-Escolhe!

Maldonado-Tem dias….

Menina Idalina-Falhou-me esse….

Saheda-Pois para ti também!

Diogo-E gosto de TI

Zorze-Há sempre um perto de si!

Sagher-Não sei, eu sou uma louca que até a descansar arranjo trabalho e até gosto de trabalhar. Como costumo dizer não e ensinaram a fazer mais nada!

Anad-igualmente, mas cheio de trabalho o meu!

Duarte-também gosto muito.

Fernando Samuel-Provavelmente.

BEIJOS
casadegentedoida disse…
Ana,
excelente descrição dos vários tipos de pessoas dentro das organizações, é de se tirar o chapéu. Infelizmente é o tipo de gente que temos, mas não é só em Portugal, noutros lados tambem os há, não tantos porque as chefias são diferentes.
Bjs.