domingo, 12 de julho de 2009

Mitos e factos sobre a minha opção politica!


Sou militante do Partido Comunista Português, fiz essa escolha em adulta, consciente e sem pressões.
Sou filha de um militante, é certo, se me influenciou? É normal, o meu pai foi um exemplo de trabalho, honestidade e luta por justiça social, um bom exemplo.
Tenho outros exemplos de honestidade e trabalho na família, que nem por isso foram ou são comunistas. Outros sim.
Militei em organizações juvenis politicas, comunistas, afastei-me, por motivos vários.
Na minha família próxima distingo com o mesmo carinho pessoas de quase todos os quadrantes políticos, ou mesmo os que nem sequer se sentem enquadrados politicamente.
Nunca a opção politica foi móbil para gostar ou desgostar de alguém.
Gosto de saber, aprender, questionar.
Não tolero é outras coisas, os extremismos, os rótulos, as ideias pré feitas, os mitos, o achincalho, a calúnia. Aliás estou farta disso.
Não me implantaram a cassete, ninguém me obriga a nenhum culto, ouço a musica que me apetece, vejo os filmes que gosto, não gosto de facto de caviar mas gosto de Dom Perignon, não fazemos rituais satânicos, não temos injecções para matar os velhinhos, não comemos criancinhas, não somos obrigados a pensar da mesma maneira nem nos fazem lavagem ao cérebro, não tenho de dar conta da minha vida em pormenor ao Partido. Aliás por muito que se espantem existem comunistas de diversos tipos: refilões, exaltados, católicos, novos (sim, jovens!), idosos, homossexuais, escritores, professores (mas nem todos os professores que protestam são comunistas), operários, empresários, pintores (artísticos e da construção civil!), músicos, actores, etc. Une-nos o ideal de construir uma sociedade melhor, mais justa, mais igualitária.
Em pequenita ouvi muitas vezes um amigo de família, já morreu e por acaso era o homem mais reaccionário que alguma vez conheci, dizer que o meu pai era o único comunista decente que conhecia ou que era uma excelente pessoa, pena ser comunista.
Há uns anos disse-me o mesmo: O seu pai se fosse vivo tinha muito orgulho em si, a Ana é espectacular, pena é ter o mesmo defeito do seu pai, ser comunista…
Disse-lhe que não encarava tal coisa como um elogio, mas sim como um insulto, porque se sou como sou também é por ser comunista!

16 comentários:

Maria disse...

Eles nunca perceberão...

Beijo

RAMIRO ANDRADE - O PROVOCADOR disse...

UM REINO DE FAZ DE CONTA CHAMADO - PORTUCALE

ERA UMA VEZ UM REINO CHAMADO PORTUCALE. TODOS VIVIAM FELIZES COMO SE O AMANHA NAO EXITISSE.

OS GOVERNANTES GASTAVAM O DINHEIRO DOS CONTRIBUINTES SEM CRITERIO E SEM LIMITES. COMO OS IMPOSTOS QUE ARRECADAVAM NAO ERAM SUFICIENTES, IAM BUSCAR A BANCA INTERNACIONAL O QUE SE GASTAVA A MAIS.( ARRECADAVA-SE 100 EUROS E GASTAVA-SE 120 EUROS ).

DESDE 1995, O DEFICIT DE GASTOS EM RELACAO A ARRECADACAO DE IMPOSTOS ACRESCENTAVA ENTRE 5 A 7 % A DIVIDA EXTERNA DE PORTUCALE, ATE ATINGIR EM DEZEMBRO DE 2008 -- 348 MIL MILHOES DE EUROS.

UM CERTO DIA …… A BANCA INTERNACIONAL FEZ UM MANGUITO , E LHES DISSERAM: ( CARO REINO DE PORTUCALE, A PARTIR DE HOJE, SE ACABARAM OS EMPRESTIMOS, E TERAO QUE PAGAR AS AMORTIZACOES E JUROS ).

FOI O AI JESUS …………… ENTAO O GOVERNO DESTE REINO DE FAZ DE CONTA CAIU NA REALIDADE, E BATEU DE FRENTE EM UM MURO DE BETAO BEM FORTE.

QUAL O CAMINHO DA SOLUCAO ? E SIMPLES:

- VENDER TODOS OS BENS DO ESTADO
- PRIVATIZAR A SAUDE, TENDO TODOS QUE PAGAR FORTE E FEIO TODOS OS
TRATAMENTOS E CONSULTAS
- CORTAR NOS GASTOS DE EDUCACAO
- CORTAR NOS GASTOS DAS FORCAS ARMADAS QUE ESTAO NO ESTRANGEIRO
( TIMOR / AFEGANISTAO / BOSNIA / ETC ………… )
- VENDER OS DOIS SUBMARINOS QUE CUSTARAM 1,2 MIL MILHOES DE EUROS
- PAGAR OS JUROS E AMORTIZACOES DA DIVIDA EXTERNA DURANTE DECADAS
- ACABAR COM O SUSTENTO DOS CHULOS DA SOCIEDADE ( OS COITADINHOS DOS CIGANOS E TODAS AS ETNIAS QUE VIVEM AS CUSTAS DOS CONTRIBUINTES )
- IMPOR LIMITES A TODAS AS REFORMAS DE NO MAXIMO 4.000,00 EUROS / MES ( MAIS QUE SUFICIENTE PARA VIVER DIGNAMENTE )
- PAGAR APENAS UMA REFORMA PARA CADA PENSIONISTA ( ACABAR COM A MAMA DO PAGAMENTO DE DUAS, TRES E QUATRO REFORMAS AO MESMO TEMPO )
- CACAR SEM DO NEM PIEDADE QUEM FOGE AOS IMPOSTOS

DEPOIS DE APLICADOS ESTES REMEDIOS AMARGUISSIMOS DURANTE PERTO DE 10 ANOS, SEM FUGIR UM MILIMETRO. AI TERA O REINO DE PORTUCALE ATINGIDO O EQUILIBRIO.

E CLARO QUE O ZE POVINHO NESTA ALTURA JA TERA MORRIDO, E OU EMIGRADO EM MASSA, POR NAO AGUENTAR MAIS VIVER SEM ESPERANCA.

ESTA REALIDADE NO REINO DE PORTUCALE, E QUALQUER SEMELHANCA COM PORTUGAL ( ESTE RETANGULO PLANTADO A BEIRA MAR ) NAO E MERA COINCIDENCIA ..................................

OS ANOS VINDOUROS SERAO DURISSIMOS, E COM ESTA CORJA QUE NOS GOVERNA, E NOS DESGOVERNARA NOSSAS VIDAS, NAO TEREMOS A MENOR HIPOTESE.

ABSTENCAO EM FORCA NAS PROXIMAS ELEICOES LEGISLATIVAS E AUTARQUICAS 2009.

UM ABRACO DEMOCRATICO.

RAMIRO LOPES ANDRADE
ramirolopesandrade.blogspot.com

Ana Camarra disse...

Maria

Pois não, como se diz Jamais....

Beijos

Ana Camarra disse...

Ramiro Andrade

Apesar de perceber a sua revolta, também a partilho em muita coisa, só não posso de todo alinhar dessa da abstenção, isso não!

Anónimo disse...

Não comento o texto porque nem tudo é tão simples assim, mas gostei da foto.

Fernando Samuel disse...

Ou seja, se não fosses comunista não eras exactamente como és...

Um beijo.

Ana Camarra disse...

Anónimo-Acabou por comentar na mesma!

Fernando Samuel-Exactamente.

beijos

PDuarte disse...

um beijo.
hoje, ainda maior.
e maior porquê.
porque independentemente daquilo que sejas e no que acreditas - que nem tão pouco te tens que justificar, sinto, sem te conhecer que és uma grande mulher.
sabes que para mim o mal não está nos comunistas. conheço muitos e trabalho com bastantes em muitas áreas.
eles sabem que sou assim meio anarco-reacionário e que detesto o comunismo e o próprio PCP, mas nunca disse a ninguém que tinha pena que fosse comunista.
amo demais a liberdade para fazer uma afirmação indecente dessas e cada um é o que muito bem quer.
eu pelo menos quero ser o que sou.
esta coisa assim que nem tão pouco sabe muito bem o que é.
sabe que sempre gostou de ti e ao ver-te assim votar , linda, ainda mais.

José Gil disse...

E cá estou eu para dizer-te és adorável, precisamente porque és tu assim, comunista e tudo.

Tudo faz parte desse pacote lindo chamado Ana.

Um beijo

Eric Blair disse...

Ora bem, a costa está livre, pode-se comentar.
Também há um tipo do meu grupo de amigos que diz o mesmo de mim: "este tipo é um gajo porreiro, é pena é ser comuna". Logo a mim, vê lá, que não passo de um miserável burgês ;)
Beijos

ps.(r) também andei por aí, mas por agora estou aqui.

Ana Camarra disse...

PDuarte-Eu também gosto de ti como és! Não estou a votar na foto estou a presidir á mesa.

Zé Gil-não sou nada adoravél, sou teimosa, sou assim como sou.

Eric-A Costa está livre?!Detesto quando me dizem isso: é pena é ser comuna...

beijos

Zorze disse...

Ana,

Eu tambem auspicio uma sociedade melhor. A politica e um dos meios. Fundamentalmente e na espiritualidade individual do ser e na sua capacidade de interagir em conjunto esta o cerne da evolucao.
O ser isto ou aquilo, pode servir como afirmacao pessoal. Existe bons e maus em todos os lados.
O que tu es ?
Para mim uma consciencia belissima.

Beijos,
Zorze

mugabe disse...

Ana, a tua história é belíssima e só tens que ter orgulho em seres comunista, aliás os Xuxas nunca irão compreender certas coisas, eles só pensam em materialismo e poder a qualquer preço.

A mim também me irrita solenemente por exemplo o puto boçal do Blair, mas...vou ficar por aqui !!!

Abraço!

sagher disse...

mortos da vala levantem-se: a terra a quem a trabalha.
tu és linda como és
não te consigo ver a ser outra.

um beijo amiga

casadegentedoida disse...

Ana,
Gostei do texto mas gostei mais ainda foi da maneira como te descreveste, como te justificaste sem sentir que tens de te justificar. Se muitos dos teus camaradas soubessem se expressar como acabaste de o fazer de certeza que seriam melhores como pessoas e, penso que, militantes.
Vou te confessar aqui uma coisa, eu tambem sou de esquerda, só que tenho um problema, é que detesto a cor vermelha. Quando pensei em escolher um partido identifiquei-me logo com o PCP, as suas ideias, a sua politica social. Como dizes e muito bem: "Une-nos o ideal de construir uma sociedade mais justa, mais igualitária".
Eu tambem, as vezes não parecendo, defendo o mesmo, tenho as mesmas opiniões, as mesmas revoltas, só que algumas coisas não encaixam, detesto o vermelho, acho que o simbolo (apesar do seu enorme simbolismo e retratar o Povo que o constitui) já poderia ter sofrido algumas mudanças, leves mas algumas. O estigma, infelizmente, associado é muito grande, acho eu.
Peço desculpa pela minha sinceridade, não quero de maneira nenhuma criar inimizades seja com quem for, mas sou assim, que posso fazer? mudar? não, escolhi, está escolhido. Não gostam? eu gosto. Eles portam-se mal? eu tambem fico chateado, mas não fico com o partido, fico é chateado com as pessoas que fazem as asneiras, esses sim, o partido em si, a sua ideologia não tem culpa da incompetência deles.
Desculpa se me excedi no texto.
Bjs.

Ana Camarra disse...

Zorze

Que existam muitos a aspirar a tal coisa.

Mugabe

Pois materialismo só o dialéctico…

Sagher

Nunca serei outra, só a que conheces.

Casadegentedoida

Escreve o que quiseres. Não me torno inimiga assim de ninguém, o vermelho é uma cor linda é o fogo, o sol ao fim da tarde, as papoilas, os lábios, as cerejas, tanta coisa bela.

Beijos