Mais uma….


Tomei o pequeno-almoço calmamente, coisa que é assim rara.
Liguei a TV esquecendo-me que hoje é 13 de Maio, até porque para mim o único significado é ter um jovem nascido neste dia.
Zás, é dia de culto em Fátima.
Assisti à reportagem com a curiosidade que costumo ter, a jornalista, lá faz a reportagem junto à capela das Aparições onde fiéis se juntam a celebrar o momento.
Entrevista um e outro, chega a uma senhora que prontamente interrompe as orações para os seus dois minutos de fama.
-Há quantos anos cá vêm?
-Desde há 4 anos este parte venho cá sempre!
-Foi promessa?
-Sim (sorriso envergonhado)
-Pode dizer porquê?
-O caso é que ele fumava muito e prejudicava-se, fiz a promessa. O certo é que Nossa Senhora fez o milagre e deixou de fumar no 13 de Maio faz hoje quatro anos, estou muito agradecida!
-E é de onde?
-Do Vale do Ave.
-Está preocupada com o desemprego?
-Não, quer dizer, a nós graças a nossa Senhora, nunca nos faltou trabalho. Mas pronto vou pedir-lhe que nos ajude a todos, porque também temos que pensar nos outros, não é?

Conclusão:
Nossa Senhora de Fátima não é patrocinada pela Industria Tabaqueira.
As desgraças que acontecem no mundo, é porque está ocupada em fazer com que alguns deixem de fumar!
Convém a um bom cristão de vez em quando pensar nos outros!
Vou Fumar um Cigarro!

Comentários

Maria disse…
Cum caneco! Abençoada ignorância humana, que vai alimentado os 13 de maio todos os anos (e outros dias, que nem sei quais são).
Tô farta!

Beijinhos, Ana
Nuno Ricardo disse…
Epá, e eu vou fumar outro enquanto a Senhora de Fátima não se lembra de fazer um milagre!
Conde disse…
E se o maior da industria tabaqueira se lembra de ir a Fátima pedir qualquer coisita para facturar mais?? e se é atendido?.
Anónimo disse…
Ana

Logo pela manhã!
Realmente o conde diz bem e se a Industri Tabaqueira for lá como é que a senhora resolve?
De certeza que gastam mais velas...

Já reparaste que esta Nossa senhora está conformidade com a UE, tem estrelinhas á vlta da cabeça!

beijos

KL

(não devias fumar!)
mugabe disse…
Sobretudo ela não pensou na irmã Lúcia que foi encaixotada num convento e morreu analfabruta como convém á Santa Madre Igreja
Fernando Samuel disse…
Essa Nossa senhora é muito injusta: a uns garante o posto de trabalho, a outros garante o desemprego.


Um beijo.
Para quando uma peregrinação dos desempregados a Fátima? E já agora dos fumadores...
Bem, não há de vir longe o dia em que uma peregrina declare a um canal de televisão que foi a Fátima agradecer o milagre de ter transformado um filho "OMO"sexual num garanhão.
Se tiver a felicidade de fazer essa reportagem, prometo que coloco como música de fundo o "Mãe Querida, Mãe querida"...
Que ninguem se lembre de prometer à nossa senhora (a deles)uma velinha se eu deixar de fumar...aí é que eu não deixo mesmo!
Este dia,especialmente, aflige-me por ver tanta escuridão...não há por aí um lampião que ilumine estas cabeças?

Beijos, Maria
Diogo disse…
É assim que a coisa começa.

O marido deixou de fumar e a mulher vai a Fátima a pé.

O marido deixa de beber e a mulher vai a Fátima a pé.

[...]

Aposto que ainda veremos a mulher a invectivar furiosamente a Virgem na capela lá da terra.

Beijo
Zorze disse…
Ana,

A Igreja da época aproveitou-se de um fenómeno ocorrido naquela zona. Sem perceber muito bem o como, aproveitou manipulando facilmente uma população que trabalhava de sol a sol, escassos recursos, pouco conhecimento e por aí fora.
Moldou a situação segundo a sua doutrina daí obtendo um reforço certificado.

Fenómeno que de facto ocorreu, que não tem nada a ver com religião, nem com os três segredos.
Ocorreu numa zona que era susceptível de algo do género acontecer, pois no raio de uma dezena de Kms. ali no concelho de Leiria existe um link ou um portal para outras dimensões.
Existem alguns pontos do planeta como aquele.
Não, não são buracos no ozono!
É algo mais complexo que um dia tentarei aprofundar, inclusivé o fenómeno de Fátima.

Nós não sabemos tudo. E há coisas do arco-da-velha.

Beijos,
Zorze
Anónimo disse…
UPS! utopia eu cá sou "LAMPIÂO" sabes o que é?
Sou do Glorioso!!!!!!!!!!!!!!
só que tem sido um pouco, como direi, pouco glorioso! e se fizer promessa?
Aquilo é mau olhado, se no próximo ano formos campiões vou levar uma vela a Fátima!

Confrangedoras aquelas imagens de corpos arranstando-se ou mães de joelhos feridos e bebés ao colo!

Dá arrepios tanta esperança pequenina!
Tanta resignação!
Tanta vida adiada!

Um abraço
Merceeiro Honesto
samuel disse…
Grande começo de dia! :-)))

Abreijo.
anad disse…
Olá Ana. Como vai a vida.
Um grande abraço da Anad.
PS Continuo a gostar imenso do som
André Miguel disse…
É uma questão de prioridades e de visão. A dita Sra. não deve ver mais além do seu nariz...
Ana Camarra disse…
Maria-A ignorância e a Santa Madre Igreja!

Nuno Ricardo-Amén.

Conde-È uma gaita!

KL-Pois é uma grande gaita!

Mugabe-Deve ser a próxima a ser canonizada.

Fernando Samuel-Tem outras prioridades.

Carlos-"O melhor que a gente têm"

Ausenda-Não há luz que chegue!

Diogo-Pois que o faça.

Zorze-O link pois não sei, mas que é um grande negócio é

Merceiro-Arrepia, arrepia!

Samuel-Então não!

Anad-Vai-se andando.

André Miguel-Qual? A da Entrevista ou a de Fátima?!

beijos
Ana Camarra disse…
André Miguel-Estou esclarecida!

beijos
casadegentedoida disse…
Por vezes temos de manter a mente aberta e saber aceitar as opções dos outros, se fossemos todos iguais e gostassemos do mesmo até chateava, que seria do vermelho sem o azul? do amarelo sem o verde? como disse o Amigo Zorze foi um grande aproveitamento da situação na época, e acredito que ali há mais qualquer coisa. Não querem acreditar, muito bem, mas penso que não devem menosprezar os factos ocorridos. Se acreditam nas ideias que defendem é porque tem "fé" nelas, acham-nas o mais correcto, então os outros também podem acreditar naquilo que quiserem. Vi aqui alguns comentários que para mim demonstram a incapacidade de "ver" além do próprio umbigo, o criticar apenas por criticar, se a imagem de Fátima ao invés dum manto branco tivesse um vermelho e nas mãos uma foice e um martelo já não haveria criticas, aposto.
Desculpa a minha maneira de escrever mas é que penso. Obrigado.
Anónimo disse…
Já agora, parabéns ao aniversariante por mais um ano.
Abraços
Ana Camarra disse…
Casa de Gente Doida

Os comentários são da responsabilidade de quem os faz!
Mas acreditar em ideias é um pouco diferente do que a fé, não é uma questão de fé.
Depois, inegavél, é o aproveitamento que a Igreja Católica enquanto instituição faz da fé.
O Santuário de Fátima é como um Casino, uma máquina de fazer dinheiro.
Eu não tenho fé, respeito, mas não posso respeitar quem incentive ou apoie uma ida de joelhos por vários km ou que uma pessoa de poucos recursos gaste o que faz falta para coisas essenciais numa promessa.
O catolicismo na sua genese será uma religião de amor, como tal deviam de os seus sacerdotes os primeiros a perdoar, comprender, afastar certos comportamentos e crendices.
Volto a dizer, não tenho fé.

beijos
Zorze disse…
Anocas,

Tu também tens as tuas "fés", apenas não te apercebes de tal.
A questão é que o conceito de fé foi monopolizado pelas religiões em geral e pela católica em particular.
Logo no senso comum, falar de fé é sinónimo de falar em religião.
Quando não o é?
Queres que te diga as tuas "fés" ou "fézadas"?

Depois digo-te.

Beijos,
Zorze