quinta-feira, 30 de abril de 2009

Se alguém souber....


Faço o chamado acto de contrição. Acho que é assim que se chama não é?
Nunca roubei, nunca matei, não invoco o nome de ninguém em vão, não torturo animais, plantas, seres, se amar Deus sobre todas as coisas será amar a vida sobre todas as suas formas, então faço-o.
Juro que nunca cobicei a mulher do próximo.
Costumo gostar dos outros como se de mim própria, embora apanhe grandes decepções, mas de uma forma geral confio na humanidade.
No entanto, Deus, Jeová, o karma, ou simplesmente a grande rameira que é a sorte tendem a bafejar-me com obstáculos vários.
Galgo um, aparece outro, consigo emergir de uma onda poderosa daquelas de rodopio, vêm outra, maior, com mais força.
Tanta gente neste planeta porquê a mim?
O Sacana de serviço não podia distribuir isto de outra forma?! Não!?

11 comentários:

mugabe disse...

ahahahahahah...pois é Ana..esse sacana de serviço permanente que tudo vigia, deve andar muita distraído, pois beneficia sempre os mesmos !

Abraço!

salvoconduto disse...

Não esperes nada do Sacana de serviço, que ele nunca soube disbruir fosse o que fosse, reparemos como está o mundo. Cuida-te e tem fé, em ti própria, para além disso só os amigos, os verdadeiros.

sagher disse...

pois é miuda, não és só tu. essas merdas tocam a todos. e pensar eu que um dia nem pensava em todas as porras que me acontecem...
vidas

Zorze disse...

Minha querida Anniette,

O "Esse porquê eu?" é muito complicado.
Na Tanatologia - o estudo da morte - principalmente nos doentes terminais essa é uma das fases.

Porquê eu?
Que sou boa pessoa e o meu vizinho é um trafulha, o meu cunhado é um adultero e o meu colega bate na mulher.
Mas, porquê eu?
Existem outras fases.

O ego, melhor, o psicosoma vibra de tal maneira que nos leva a questionar.
Why me?

No teu caso e por seres uma mulher de grandes qualidades, os outros solicitam-te. Não te stresses.
Aprende a escolher, minha menina.
Às vezes dói, mas, temos que escolher.

Beijos,
Zorze

Anónimo disse...

Um abracinho aninha!
Pensa nas coisas boas, encontra-as fala-lhes, mima-as e vais ver que na volta vais receber um céu mais azul,ou um sorriso mais aberto de um dos teus amores.
Amanhã lá te espero para um 1º de Maio lindo.
Vais ver, o cravo mais vermelho,o pano mais lindo, o grupo mais animado de jovens que passar, será também para ti!

Lagartinha de Alhos Vedros

Mar Arável disse...

é precisa saltar barreiras

conquistar

o prazer de voar

Maria disse...

Eu já tenho a minha dose, a dobrar, a triplicar, sei lá...
Mas o que foi desta vez, Ana?
(seja o que for vomita-o/a)
Bom 1º de Maio!

Um beijo

Sandra disse...

Oi Ana.
"Deus dá o frio conforme o cobertor" é uma frase muito sábia que nos indica que as suas dificuldades, os seus obstáculos, e os seus problemas são do tamanho que você consegue suportar, nem maior e nem menor.
Você, Ana, deve ser uma mulher forte, de espírito, de caráter, de atitude e deve aceitar o seu carma (karma)como um aprendizado, uma provação.
Todos nós temos nossa fase negra, de lamúrias e de coisas ruins, mas pense que você, mesmo assim, deve ser mais abençoada e iluminada do que uma grande maioria, que não tem estudo, moradia ou mesmo condições físicas pra trabalhar ou sobreviver.
Agradeça à Deus por sua vida, pelos seus filhos, por sua casa, enfim...por você ser uma pessoa tão querida e amada.
Um beijo carinhoso.
Sandra

Diogo disse...

À minha internauta preferida:

Ordinary people - john legend

Ana Camarra disse...

Mugabe-Ou é sádico ou nunca existiu…

Salvoconduto-Pois dele não espero nada mesmo!

Sagher-Eu sei, só que há alturas que é em catadupa.

Zorze-A Ver se baixo a qualidade.

Lagartinha-Lá estive! Nem te vi, ainda somos muitos!

Mar Arável-Vamos pulando por vezes os joelhos cedem, mas saltamos. E voar sempre, não desisto de voar.

Maria-Sabes aquela música dos Xutos “Ai a minha vida! Ai a P*** da minha vida” é assim.

Sandra-Esse do frio em função do agasalho é tanga! Sim, tenho muitos amigos, uns filhos amorosos mas sabes quando parece que o mundo á nossa volta está a desfazer-se? É assim, mais ou menos.

Diogo-Oh que mimo tão bom! Adorei! És um querido obrigado, gostei muito.

Beijos

Fernando Samuel disse...

izia o Antero:
«Porque é preciso caminhar avante,
andar, passar por cima dos soluços,
com quem, numa mina vai de bruços,
olhar apenas uma luz distante»

Um beijo.