Viagem

Sempre viajei muito, mesmo sem existirem computadores fazia viagens virtuais.
Em pequena naveguei em barcos de piratas, carroças de pioneiros pelas estepes Americanas, florestas tropicais, fundo do mar…
Estas viagens eram patrocinadas por Júlio Verne e Emílio Salgari.
Com o tempo fiquei com vontade de viajar a sério, não fiz muitas viagens mas fiz algumas, umas voltas na Europa, um cheiro de África no Egipto e uma viagem amarga e doce pela América do Norte.
No Egipto encantei-me com a cor do deserto, o peso da história, um mar azul turquesa transparente, uns sabores parecidos e diferentes em simultâneo, com os nossos, a vontade de lá voltar e ver outra vez o por do sol no Nilo, onde os homens passam de turbante entre as hortas luxuriantes das margens com um barco de vela ao fundo.

Na América do Norte encantei-me com as florestas que iam de todas as cores do verde ao vermelho, com os bichos mansos, com as marcas dos índios, arranjei um esquilo de estimação, o Zé Manel, que vinha comer á minha mão quando o chamava pelo nome, no meio de uma floresta tranquila de grandes lagos, murmúrios entre as folhas.

As viagens dão vontade de viajar, tenho saudades de Paris, vontade de conhecer outras cidades que me fascinam, ver a terra vermelha de África e dançar nas Caraíbas.
E depois voltar

Comentários

PAULO LONTRO disse…
Também quero...!!!!!
Fernando Samuel disse…
Voltar sempre!: eis a questão essencial...

Um beijo.
salvo disse…
Quando não se pode viaja-se através dos amigos.

Abreijos.
Anónimo disse…
Olha lá minha princesa sabes que gostamos muito de ti, não sabes?
Portanto é animar, por favor.
Conhecer-te é uma viagem!

Beijos

kl
Mar Arável disse…
Também dei umas voltas pelo mundo

mas não abandonei a ideia

que estamos sempre

a partir e a chegar

nesta aldeia

onde melhor viajamos

por dentro das pessoas

sem dar um passo
Diogo disse…
Tenho saudades da Dinamarca, da Suécia e da Finlândia. Mas preferia viver em Espanha.

Beijo
samuel disse…
Voltar, sempre maior por dentro... de mala feita para partir de novo.
Zorze disse…
Ana,

Quando fores "dançar" às Caraíbas não te esqueças de mim?

Beijos,
Zorze
duarte disse…
"VIAJAR
PERDER PAÍSES
SER OUTRO CONSTANTEMENTE
POR A ALMA NÃO TER RAÍZES..."
F. PESSOA
A Viagem é só uma : esta.
abraço e muitos voos.
Ana Camarra disse…
Paulo-Eu Também!

Fernando Samuel-Essencial, fundamental.

Salvo-Também.

kl-Estragas-me.

Mar Aravél- E dentro de nós?


Diogo-Nunca fui para esses lados. Quanto a viver gostava de viver cá na mesma, de outra maneira!

Samuel-Mas ficar um pouco também.

Zorze-Combinado!

Duarte-Uma imensa viagem.

Enfim, quando fopr grande quero ser turista!

Beijos