sexta-feira, 6 de março de 2009

Todas as Borboletas já foram lagartas! Portanto todas as lagartas são Borboletas!



É sexta-feira, outra vez.
O calendário, os telemóveis, a agenda e o computador vão dizer-me isso mesmo.
E eu fico meio rabugenta, penso onde raio gastei assim uma semana inteira?
Olho para a agenda e sei mais ou menos, analises, Reunião, Formação, compras, jantar, marmita do almoço, “como te correu o exame?”, Reunião, “agora não posso que estou a conduzir”, roupa para lavar, banho ao sobrinho (delicia), “Que disse o médico?”, o art. 115º remete para o 46º (Formação chata, caramba!), Reunião, Quando é que vou conseguir colocar esta casa em Ordem?,consulta…
Penso que gostava de ter uma vida mais calma, como um mar chão sem estas ondas, remoinhos e balanços, sonho com umas férias de sol, mar transparente, visitar outra vez Paris, ou pela primeira vez Praga, Londres ou Istambul.
Poder não pensar trinta vezes que as magras economias são para propinas, talvez óculos para o mais velho, o esquentador que parece asmático.
Entrar numa livraria e comprar assim os livros que me desse na bolha, os discos, os filmes.
Depois olho bem para a semana e sim fiz analises, e enquanto esperava que a mistela que me deram a beber fizesse efeito para me tirarem sangue outra vez e outra vez, quase que li o livro que andava a pensar comprar e que o engraxador do meu sobrinho de quatro meses me ofereceu, não sei como é que ele teve essa ideia; a formação é uma seca de colocar os cabelos em pé, mas retomo contactos de gente que não via há algum tempo e sim fui ao médico outra vez, ralhou comigo, outra vez, mas um destes dias quando cheguei a casa, o meu filho mais novo, deu-me um abraço daqueles, uma destas noites o mais velho sentou-se, de pijama, no sofá encostado a mim a fingirmos os dois que víamos um filme sem piada nenhuma, e então penso: Que rica semana!

12 comentários:

Anónimo disse...

Que lindo texto!!!!!!!!!
Será que se aplica também a uma Lagartinha de Alhos Vedros?

Para ti e para a roda de amigos que por aqui circulam, vou deixar o meu contributo com Fernando Pessoa
Tu sabes Aninha que não é o meu poeta, mas hoje com a ventania lá fora e com o remoinho na minha alma, veio-me à lembrança.

"Redemoinha o vento,
Anda à roda o ar
Vai meu pensamento
Comigo sonhar.

Vai saber na altura
Como no arvoredo
Se sente a frescura
Passar alta a medo.

Vai saber de eu ser
Aquilo que eu quis
Quando ouvi dizer
O que o vento diz"

Obrigada Aninha!
É a crise e a minha crise dentro da crise.

Mas tenho a Luta e amigos como tu o meu amor e uma casa, pequenina junto ao mar

A Lagartinha de Alhos Vedros

Sandra disse...

Oi Ana,

Realmente, lindo texto e linda semana que você teve.
Nossos filhos são preciosos e todos os minutos que podemos passar com eles são importantes e fazem valer a pena.

Um abraço,
Sandra

AP disse...

Eu já há algum tempo que ando tão acelerado que não vejo nem aprecio nada do que me rodeia! Tou mesmo a precisar de travar a fundo...

SENSEI disse...

Quando olhamos para uma montanha, julgamo-la imponente, majestosa, simbolo de força e coesão.
Afinal, se olharmos bem no seu interior, ela é apenas feita de pó, tão frágil, por detrás da sua imagen imponente.

Xôxos

Ouss

salvoconduto disse...

Saboreia esses momentos porque sem dares por isso o sofá irá ficar vazio...

Abreijos.

Fernando Samuel disse...

Pois é: que rica semana!...


Um beijo.

Ana Camarra disse...

Lagartinha-Tu és uma borboleta! E sabes que gosto do Pessoa e Alvaro Campos, Ricardo Reis e tutti quanti.

Sandra-Há sempre coisas boas mesmo no meio das tempestades.

AP-Eu tam,bém, mas trava um bocadinho senão rebentamos.

Fernando Samuel-São as nossas semanas.

Beijos
Sensei-Somos todos fortes e frageis no fundo.

Salvoconduto-Eu sei, é a lEi da vida, anormal era o contrário, mas o sofá fica e eu também à disposição enquanto durarmos.

Zorze disse...

Anna,

Por isso mesmo, nada é trivial. A capacidade de entender isso faz de nós uma consciência com visão de conjunto.

Beijos,
Zorze

samuel disse...

Direi mesmo, uma semana em cheio! :-)

Abreijos

filipe disse...

É mesmo assim. A cada "negação da negação", cá vamos andando, sempre para diante (a dialéctica não é uma batata, costuma dizer já nem sei bem quem...). Votos de bom fim-de-semana, igualmente bem passado.

Ana Camarra disse...

Zorze-Se não tivermos visão conjunto, estamos lixados.

Samuel-Uma semana cheia.

filipe-A dialéctica aplica-se a quase tudo.

beijos

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Foi realmente uma bela semana.À medida que a idade avança as semanas vão ficando mais curtas. Embora tenha semanas atípicas, porque trabalho muitas vezes ao sábado e domingo, para fazer folgas durante a semana,( dá-me mais gozo...)nunca escapo ao balanço de sexta-feira.