quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Um fio...



Deu-me uma fúria para tricotar! Neste caso cachecóis.
A minha tia Rosa iria ficar pasmada, mas não iria gostar das cores e dos padrões algo aventureiros, nem do facto de não cumprir regras, iria olhar para mim abanar a cabeça e suspirar "Esta rapariga...", adiante.
Se por um lado enquanto faço esta tarefa mecanicamente, descontraio-me, por outro mantenho-me activa naqueles pedaços que seriam de ócio. Normal, costumo dizer que me ensinaram a trabalhar e pouco mais sei…
Ao tricotar vou fazendo nós, laçadas, entrelaçando o fio e construindo, vou misturando assim as cores num fio condutor, um fio que por si só nada é, apenas um fio.
Um pouco como a vida que é um fio condutor de várias coisas, que se vai entrelaçando, enrolando, transformando, onde cada pedaço de fio por si só nada é, apenas no seu conjunto será uma existência
Aproveito e fico com modelos exclusivos!

10 comentários:

Anónimo disse...

Aninha, 1ºpausa para ouvir "sopro"na linda voz da Manuela Azevedo
Pronto foi lindo!
Sabes eu acho que vais ser a Prémio Nobel mais prendada que ouve até ao dia em que o receberes( o dinheirinho vai para o PCP?!!!)
Mas como é a escrita o que conheço, só posso repetir uma frase de uma Ione França, que não sei quem é
"Se tenho as mãos ocupadas. Escrevo com os olhos"
Um abracinho
Lagartinha de Alhos Vedros

Anónimo disse...

Aiiiiii

è que estou mesmo a ver-te tricotar furiosamente....

Por outro lado esse fio só vale assim tecedo com dizes, espero fazer parte de uma dessas laçadas

beijo

kl

korrosiva disse...

Eu acho que vai ficar lindo... sou uma azelha em tricot :{

beijinhoss

Diogo disse...

Estou como a tua tia Rosa (sem espondilose nem bicos de papagaio): "Esta rapariga..."

Beijo

salvoconduto disse...

Por que será que tanta gente me oferece cachecóis?
Ainda um dia hei-de descobrir porquê.

Abreijo.

Mar Arável disse...

é preciso desenrolar as meadas

cerziz as palavras

resistir ao tempo que faz

Ana Camarra disse...

Lagartinha-Escreve-se de toda a maneira, até com a lã!

kl-Um pedaço de fio é teu.

Korrosiva-Não tem nada que saber, aquilo é facil!

Diogo- Já não mudo!

Salvoconduto-Porque ninguém quer que te constipes!

Mar Aravél-Isso tudo é fundamental.

beijos

utopia das palavras disse...

Entretecer a vida
no tear que somos nós!!!!

Beijos, Ana

Fernando Samuel disse...

De certa forma, é assim, como tu fazes, que se tece o tecido novo do futuro...

Um beijo.

Zorze disse...

Ana,

Mais um talento desta conscin maravilhosa.

E mais, tens muito jeito. Prepara-te para as encomendas. Assim ao menos não dás tanto ao pé.

Beijos,
Zorze