segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Penélope




Os mitos femininos são circulares.
Penélope, Rainha de Ìtaca, mulher de Ulisses, ficou só na corte quando ele partiu para o cerco de Tróia, parece que durou 12 anos, também não sei se seria mesmo assim, porque todos os livros antigos são muito exagerados nestas questões.
Mas Penélope ficou, passado algum tempo os pretendentes ao trono exigiam que ela escolhesse novo marido, pressionada, até por seu pai, decidiu tecer, uns dizem uma colcha, outros um tapete, não interessa, Penélope tecia durante o dia perante o olhar da corte, de noite quando todos dormiam desfazia o trabalho, tornando-o eterno.
Ulisses voltou depois de muitas peripécias, não sei se mereceu esta astúcia de Penélope, mas gosto de pensar que ela o fazia por ela própria.
Falo nisto porque acho que todas temos algo de Penélope, eu por exemplo recuso a ociosidade, muitas vezes contra mim, para além do trivial, ocupo-me a pintar, pratos caixas, a bordar, a tecer com as minhas agulhas circulares, descarregando naquelas laçadas de lã, medos, inquietações, apreensões, entretenho-me ainda a construir projectos, que concebo, gero, que acabo por parir, que de vez em quando tenho a suprema alegria de ver andar pelo seu pé, da mesma forma que junto assim letras, em palavras, em frases, que por vezes desfaço e volto a fazer…

9 comentários:

Sunshine disse...

E vais tecendo, com palavras, textos profundos que sabe bem ler.

Bjs Ana "Penélope" ;)

mugabe disse...

Ana, és uma empreendedora é o que é..!!! com uma veia artística intrínseca evidente, só me resta tentar empurrar-te para a frente, ou seja, não descures a pintura e encara com força e determinação a escrita ! para quando a 1ª publicação ??

Zorze disse...

Ana,

Mas à noite não destruas o que fizeste durante o dia.
Para te esconderes na desculpa eterna de publicar um livro.

Agora só um aparte. Lembras-te da Penelope da banda desenhada da "Viagem mais louca do mundo"?
Adorava esses desenhos animados!

Beijos,
Zorze

poesianopopular disse...

...E é por tudo isto que nós te adiramos e gostamos de ti camarada!
Eu nunca te tina dito ...pois não?
Prontos já disse!
Bjos camarada!

Maria disse...

Gosto do teu lado de Penélope.
Nunca me tinha pensado nessa perspectiva... mas também uso os trabalhos manuais (ou a escrita) para descarregar o stress ou as emoções fortes...

Um beijo, Ana

SENSEI disse...

Ulisses era da ilha rochosa de Ítaca, treinado no método Espartano, logo de mulheres, só para a procriação, pois era comum aos Espartanos a actividade homossexual, tanto se matavam como se amavam, aquilo devia ser uma grande confusão, daí a pobre Penélope deve ter tecido vezes sem conta colchas ou que quer que fosse, suficientes para cobrir toda a futura Grécia, pois se teve de esperar por Ulisses 12 anos que durou o cerco à cidade Estado de Tróia, não foram seguramente menos os anos que continuou à espera, mesmo quando este se encontrava em Esparta.
Quanto à tua forma de ócio ser produtiva, pois é de facto uma forma de os pensamentos fluírem simples e leves e, descarregares o stress em algo que te dá prazer, em especial quando reconhecido pelos que te rodeiam.

Xôxos

Ouss

Ana Camarra disse...

Sunshine-Vou tecendo...

Mugabe-Estou a comerçar a pensar nisso a sério.

Zorze-Claro que me lembro!

José (Poesia)-ès um querido!

Maria-Pois uso assim as artes manuais!

Sensei-Eu sei isso tudo, mas tenho esperanças que o Ulisses fosse diferente.

beijos

Fernando Samuel disse...

Letras, palavras, frases... sempre muito belas...


Um beijo.

Anónimo disse...

Ana, sou brasileira. Vi seu blog enquanto procurava textos sobre Penélope e Ulisses. Adorei. Vou voltar mais vezes. Estou criando meu próprio blog, se você puder dar uma olhadinha, o endereço é: mentirasverissimas.blogspot.com
Desculpe tratá-la por você, aqui no Brasil é assim que nós falamos, nada tem a ver com desrespeito. Abraços. Telma