segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Papões





Continuo a ter coisas profundamente infantis apesar de já ser uma mulher, crescida, adulta.
Já não tenho medo do escuro, nem dos papões, pelo menos dos da infância, de outros talvez, não medo, talvez a consciência de quanto mal são capazes, não são papões evidentes estes, feios, de dentes de fera, monstruosos. Alguns têm um ar muito arrumadinho, quase simpático, sorridente, fato e gravata, mas são papões.
São papões roubam futuros, tranquilidade, verbas, pão, trabalho, sempre sorridentes.
Alguns papões até justificam as suas acções dizendo que são necessárias e boas para nós, outros justificam o facto com as nossas acções, será por protestarmos, por exigirmos justiça, porque querermos um futuro melhor, que os obrigamos a cometer tais acções…
Ainda há uma variedade muito mais perigosa, os que nos enganam, mesmo, parecem que estão do nosso lado, que são nossos amigos, que partilham connosco essa vontade de justiça, que vão caminhar ao nosso lado.
Quando ganham a nossa confiança, juntam-se aos outros papões, nada mais.
Eu já não tenho medo de papões, apenas aprendi a distingui-los e tenho consciência do mal que podem ser, se deixarmos, claro!

12 comentários:

korrosiva disse...

Os adultos também têm papões.. e nisso as crianças sabem que os delas estão debaixo da cama!

beijinhoss

salvoconduto disse...

É como dizes, o que é preciso é aprendermos a conhecê-los e a distingui-los, a partir daí as coisas tornam-se mais fáceis, só embarcamos se quisermos ou então somos muito tolos...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Não sei porquê lembrei-me dos papões da Cova da Beira. Porque será?

Kaotica disse...

Um prémio à laia de amuleto contra os teus papões:

http://opafuncio.blogspot.com/2009/01/prmio-dardos.html

AP disse...

Coitadinhas das crianças se soubessem quem são verdadeiros papões...
Infelizmente quando crescemos damo-nos conta que são bem mais reais do que julgávamos. Com a agravante que muitas vezes estão bem junto a nós e não os reconhecemos.
Bjs

Ana Camarra disse...

Korrosiva-Os nossos andam por todo o lado.

Salvoconduto-Temos que destingui-los e abrir o olho, manda-los embora!

Carlos-Porque será?!

Kaotica-Obrigado, esperemos que o amuleto resulte.

AP-Andam mesmo ao nosso lado!

Beijos

secreto segredo disse...

Gostei daqui e por isso venho convidar você a fazer parte do movimento que criei no meu blog.
Então, o que me diz?

Abraços

secreto segredo

Zorze disse...

Ana,

Tem cuidado, pois há artistas do arco-da-velha!

Beijos,
Zorze

Ana Camarra disse...

Secreto Segredo

Digo que tenho de ver e depois decidir, mas muito obrigado, volte sempre.

Zorze

Eu sei, Zorze, eu sei!

Beijos

Fernando Samuel disse...

A questão é mesmo essa: distingui-los, localizá-los...



Um beijo.

Diogo disse...

Temos de ter uma atitude mais pró activa em relação aos papões. Já não basta acender a luz para eles desaparecerem. É necessário algo mais.

Beijo

SENSEI disse...

Os papões das crianças de hoje, estão no processo da Casa Pia uns poucos, mesmo muito poucos, que são tão escorregadios que nem enguias, a maioria anda por aí livremente, como predadores sedentos, impunemente.

Os papões dos adultos, estão e têm estado no governo deste País, no governo da Europa, no governo dos EUA e de Israel, o que sobra, são meros sustos, também conhecidos como os ajudantes dos papões.

Xôxos

Ouss