quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Encontrei

Encontrei-te assim sem esperar.
É sempre assim que as coisas importantes acontecem.
Por vezes é nos dias de sol que se entram arrepios inesperados, também já foi em dias cinzentos que encontrei calores inesperados.
Portanto encontrei-te, encontraste-me, encontrámo-nos.
Trazias mais do que esperava, muito mais, alegrias, sons, mágoas, recentes e antigas, expectativas, projectos, recordações, afectos, bagagem tua que partilhaste, como tal partilhei as minhas também, dar é uma forma de receber.
Importante é que te encontrei e agora não te quero perder.

13 comentários:

salvoconduto disse...

Ora vê lá tu como as coisas são! Também eu por aqui te encontrei e também te não quero perder. Volto amanhã.

Abreijos

Ludo Rex disse...

Doce encontro...
Kisses

Zorze disse...

Ana,

Ainda bem que encontraste.
Encontrar alguém esvazia a sensação de andarmos perdidos.
E às vezes encontramo-nos a nós próprios.

Beijos,
Zorze

utopia das palavras disse...

encontro
frutuoso...
doces anseios
de gozo
e partilha...!

Beijo

Fernando Samuel disse...

Quando é assim... tudo vale a pena.


um beijo.

poesianopopular disse...

Ana
Vou dizer-te como os brasileiros!
Encontras-te? Então relaxa e gosa!
Bjos camarada

Diogo disse...

Um post muito pessoal. Parabéns.

Conde disse...

Simpatias e empatias,raras, mas que ás vezes acontecem, tambem eu te encontrei por aqui e não te quero perder.

Ludo Rex disse...

Passei de novo para te dar um beijo e para te dizer que a neve já se foi... :-)
Kisses

duarte disse...

e que nesse encontro , resida sempre o desejo da presença...
tb é bom vir aqui e encontrar-te.
abraços do vale com novoeiro(4 dias!!!)

Ana Camarra disse...

Salvoconduto-As coisas são mesmo assim. Eu até estranho quando não apareces!

Ludo Faz falta este doce na vida.

Zorze-è isso mesmo.

Ausenda-A amizade é mesmo uma grande partilha.

Fernando Samuel-Exactamente, ficamos mais fortes.

José-è isso que vou fazendo.

Diogo-São todos.

Conde-Acho que é guiares-te pelas estrelas, para não te perderes, a polar indica o Norte, eu estou a Sul.

Duarte-Mas mesmo com nevoeiro cá chegas! Deixa estar cá também esteve.

Beijos

Sunshine disse...

Tb te encontrei e não te vou perder mais.

Sabe bem estar por aqui :)

Bjs

António Chaves Ferrão disse...

:)