Assim só...



São quase uma da madrugada só agora cheguei a casa, não, não estive nos copos, nem na paródia, não fui ao Cinema ou ao Teatro, nem a jantar com amigos, a ver um concerto, nada disso.
Estive a assumir os meus compromissos, compromissos que se continuam a acumular no espaço escasso de agenda, atropelando-se uns aos outros em pequenas folgas, pausas para respirar, sorrir, ler, amar…
È claro que respiro sempre, também sorrio, até amo!
Amo tanta coisa que por vezes penso que nem tudo caberá dentro de mim.
Amo pessoas, claro!
As pessoas que escolhi para amar.
As pessoas em quem dei vida por amor.
As pessoas que sempre me deram amor também.
Amo a música, amo as viagens reais ou imaginárias, sendo que as reais são mais escassas, as imaginárias são feitas de livros, de quadros, de filmes, de projectos, também.
Amo a água, a relva, a areia, amo árvores, principalmente pinheiros mansos, limoeiros, sobreiros, abetos, o voo dos pássaros, o roçar de um gato, um chá quente de Inverno, uma bebida fresca no Verão, mergulhar, nadar, chapinhar, estender-me na areia, caminhar devagar na mata, ouvir música, mesmo diferente, música de água a correr, do mar a lançar ondas, do estalar das cascas das árvores, o aconchego macio que nos conforta.
Gosto de saber, gosto muito mesmo, saber qualquer coisa nova todos os dias.
Gosto de me lembrar, lembrar quem sou, quem fui, de onde vim.
Gosto de planear o futuro, sem coisas muito rígidas, mas planear.
Amo cheiros, pão quente, todos os citrinos, canela, o meu cheiro no corpo do outro depois de amar, erva fresca, terra molhada.
Até gosto da minha agenda, dos meus compromissos, de chegar depois aqui e escrever assim só o que me apetece!

Comentários

salvoconduto disse…
Só agora chegaste? Vens a tempo de escrever só o que te apetece? É sinal de que és livre.

Há braço também livre.
Ana Camarra disse…
Salvoconduto

Só agora cheguei!
E foi isto que me apeteceu e saiu...

beijos
PAULO LONTRO disse…
E saiu muito bem, cristalino como a água.
Fernando Samuel disse…
Afinal, o amor está (pode estar) em tudo...


Um beijo.
korrosiva disse…
Que seria de nós senão soubermos amar o mundo á nossa volta..

beijinhos bom fim de semana :)
Ludo Rex disse…
Amas o Mundo linda, amas...
Kisses
duarte disse…
escreve e deixa transpirar esse amor no quadro que constois...
intensamente sentido!
nunca te esquecas de nos transmitir esse teu bem estar!
bem hajas!
abraços do vale em chuva
Ana Camarra disse…
Paulo Lontro

São as coisas que me saem!

Fernando Samuel

Estou certa que sim, amigo, o amor está em tudo.

Korrosiva

Não sei, nem comsigo conceber!

Ludo Rex

Amo, pois!


Duarte

Vou transmintindo o que sinto´.

Beijos
F Nando disse…
Lê-se de uma assentada assim como foi escrito e tão bem!
Zorze disse…
Ana,

É bom amar e nunca somos pequenos para amar mais.

Beijos,
Zorze