Só faz sentido assim, não é?




De vez em quando uso uns brincos que herdei, são de ouro, leves, com um design fora do vulgar, belle époque.
Os brincos foram-me dados pelo meu tio, viúvo da minha tia.
A minha tia foi uma presença luminosa, infelizmente com uma vida não muito longa e devido a circunstâncias várias, ausente a maior parte da minha vida.
Era alegre, muito mesmo, de uma alegria contagiante, inteligente, falava e escrevia correctamente vários idiomas (francês, inglês, alemão, holandês e obviamente português), fazia amigos com uma facilidade desconcertante, tinha uma baixa auto estima.
Portanto dávamo-nos muito bem, falávamos com frequência, ao telefone com o Oceano Atlântico pelo meio, quando ela cá vinha, também.
Não falávamos como tia e sobrinha, falávamos só como dois seres humanos que se compreendem muito bem.
Adorava o mar, também!
Portanto o meu tio entregou-me os brincos. Sou a sobrinha mais velha da minha tia.
Antes disso os brincos foram de outra minha tia, aquela que já vos falei, que era professora, que se casou com um homem vinte anos mais novo e que se divorciou aos setenta.
Passaram para ela vindos da mãe, de quem já vos falei também, filha mais velha do Inglês bígamo, quer dizer, tecnicamente não era bígamo.
Essa teve os brincos em primeira mão, foram-lhe oferecidos pelo pai, quando completou 16 anos….
Os brincos são redondos, com um design fora de vulgar, com três minúsculas pérolas incrustadas, pequeninas como cabeças de alfinetes. Tenho medo de os perder com a tendência que tenho para perder coisas, mas ainda assim acho que usa-los uma maneira de as homenagear, não acham?

Comentários

salvoconduto disse…
Como se pode ser alegre, de uma alegria contagiante, inteligente e ao mesmo tempo ter baixa auto estima?

Usa-os, que é a melhor forma, sem dúvida, de a homenagear. É MAIS uma parte dela que manténs em ti.

Abreijo.
Anónimo disse…
o mood está much better!

toca a levantar essa má vibreta e se precisares de ir ver o mar, atravessa a estrada!

José Eduardo dos Santos lá vou eu, if you know what i mean ;)

Boa Inauguração!! LOL

beijo gordo,
Me, Myself and I
Faz todo o sentido, é de valor enestimável, a carga afectiva dessa tua "vaidade".

beijo
ausenda
Ana Camarra disse…
Salvoconduto-è verdade, aliás sofro do mesmo problema, ando a tentar inverter isso, mas tenho essa particularidade.
Estão cá pendurados nas orelhas hoje.

You, yourself-Está much better, sim. A inauguração não é para mim, no me gusta os protocois só em ultimo caso.

Ausenda-Pois é a carga afectiva que conta.

Beijos
Anónimo disse…
Aposto que são lindos os brincos.
Que te ficam bem.
Que faz sentido pois está claro que faz, tudo o que fazes faz sentido.

Um Beijo muito grande

RF
CRN disse…
Ana,
A ti também, se pensarmos que te foram oferecidos como algo que concentra a essência de uma familia.

A revolução é hoje!
samuel disse…
Claro que são para usar! Claro que é uma forma de as homenagear.
Escrever assim, também ajuda...

Abreijos
Anónimo disse…
Anita

As histórias da tua tia continuam a ser contadas em casa dos meus país, principalmente as do Liceu de Setubal.
Para uma certa geração a tua tia ficou na memória, incontornavél.
Tenho uma ideia vaga de uma pessoa muito enérgica.
Foi bem passado o testemunho sob a forma de uns brincos.
Ainda bem que estás mais bem disposta.

Beijos

ZÉ Manuel

Beijos grandes
Anónimo disse…
Fofinha

és um doce!
Conde disse…
Parece que esses brincos têm o dom de se pendurar em orelhas de mulheres com M grande.
SENSEI disse…
Ela fazia questão!... Sim, deves cumprir o desejo de quem tanto desejou, sem nunca se ter cumprido o seu desejo maior, senão após o seu falecimento.
Ela está lá, ali naquela serra, verde, recortada a azul-turquesa do mar que, se funde no horizonte com o azul celestial do céu.
Está ali, na debulha do milho no Joaquim, no cheiro do mar e campo fértil.
Na vista do mar, de chapéu de pala estilo Lakers, com os seus óculos de lentes escuras anexadas e levantadas, bebendo um Ginger –Alle on the rocks, mas sem limão, pois este era para as lamejinhas, fixando uma das mais belas paisagens que se podia auferir ali mesmo, parecia que se esticássemos o braço, tocaríamos a perfeição da fusão do sol com o mar na linha do horizonte. Eis um dos momentos em que valeu toda uma vida e, ela teve-os, felizmente que os teve.

Usa-os!... Pois são um tributo!

Xôxos

Ouss
Ana Camarra disse…
RF-São lindos sim senhor! Tudo o faço faz sentido….só tu mesmo.

CRN-São uns brincos com personalidade.

Samuel-Pois é a forma que tenho.

Zé Manuel-Pois a minha tia era fantástica, deixou um rasto de carinho e boas recordações. Estou um pouco mais bem disposta, ganho o mesmo em estar chateada.

Anónimo-Esse fofinha identifica-te á légua.

Conde-Espero estar á altura.

Beijos
Anónimo disse…
Ana, quando estivermos juntas vou mostrar-te a minha pequena colecção de brinquinhos, eram das minhas avós. Se pensares que eu tenho mais de 50 anos imagina de quando eles são.
Estou triste, tiraste os Clãns!!! Adoro o Sopro, podes voltar a colocá-lo? Obrigada!!!
também gostei da imagem, o filme "A Rapariga com brinco de pérola" penso que é assim que se chama, deslumbrou-me.Quando o comecei a ver parecia-me uma seca, mas depois com o desenrolar da história, fiquei entusiasmada até ao fim.
E para ti, nesta tarde de outono, um bocadinho do poema sempre lindo.

Eles não sabem nem sonham,
Que o sonho comanda a vida
Que sempre que um homem sonha
O Mundo pula e avança
Como bola colorida,
Entre as mãos de uma criança.

Gostamos sempre não é?

Abraços da Lagartinha de Alhos Vedros
Ana Camarra disse…
Sensei

Pois, são um tributo.

beijos
Ana Camarra disse…
Lagartinha

Adoro essas colecções!
Não estejas triste, coloquei a Elis, estou sempre a mudar e Clã é daqueles que são recorrentes.
Adoro o filme "Rapariga com Brinco de Perola", director de fotografia é português, sabes, foi candidato ao Oscar de melhor fotografia.
Olha por causa de ti também fiz o texto sobre as Tortas de Chocolate do Tico Tico, por causa de ti e de outro especime que conhecemos as duas.
Obrigado pelo poema.
Fico á espera de ver essa colecção.

Um beijo
Ludo Rex disse…
Claro que sim. Mais um belo testemunho. Kisses
Fernando Samuel disse…
É claro que uma homenagem só faz sentido assim...

Um beijo.
Ana Camarra disse…
Ludo - Fui tira-los assim que cheguei a casa com medo de os perder.

Fernando Samuel-Só mesmo!

Beijos
Zorze disse…
Mulher,

três posts num dia, é o que se chama "3 in a row".

Ufa! Deixa-me recuperar...

Voltando. Objectos que já foram pertença de outros trazem energia dos anteriores donos.
Isto agora levava pano para mangas.

Beijos,
Zorze
Ana Camarra disse…
Zorze

Eu sou uma mulher assim...
Nada a fazer!

Se trouxerem a energia das titulares anteriores, hoje andei com os brincos, foram de 3 mulheres antes de mim, portanto 3 posts, está na conta!

beijos