Numa folha...

PAREM A PLAYLIST, POR FAVOR!
JÁ ESTÁ?
Pronto, obrigado!
Em primeiro lugar peço desculpa ao PDuarte por ter brincado com ele a dizer que desde que aprendeu a colocar vídeos no blogue não quer outra coisa!
Pela boca morre o peixe…
Depois este vídeo, vejam-no, ouçam com atenção…


Comecei a cantar esta música no princípio da adolescência, como todas as músicas de Toquinho é de simplicidade e ternura fora de série.
Era fácil de tocar na guitarra, nunca me esqueci da letra.
Mostra como é importante guardar sempre uma parte de criança que fomos, viva, dentro de nós.
Já aludi ao Le Petit Prince, uma ternura que me acompanha na vida, a ele junto a Menina do Mar de Sofia de Melo Breyner, outra maravilha, As Aventuras de João Sem Medo de José Gomes Ferreira, livros infantis com muito que se lhe diga, A Casinha de Vinicius de Moraes é uma música mágica, não esquecendo José Barata Moura e as suas canções fantásticas, e esta…
Esta, mostra que com a imaginação, com o sonho, podemos construir tudo, que no caminho está um muro e logo a seguir sempre o futuro!
E pronto o futuro é uma astronave que tentamos pilotar!
E só descolorirá se quisermos!

Comentários

salvoconduto disse…
Essa astronave passou ontem pela baixa de Lisboa e coloriu-a com 120 mil cores...

Abreijo.
Maldonado disse…
A música e o clip são fantásticos. :D
É uma apologia da eterna inocência...
Anónimo disse…
então a torta estava boa?
ainda passei por lá, mas já não te vi. não te vi a ti, mas vi a mãe e a tia, que estão se recomendam :)

agora estou na dúvida.
quem era a lagartinha, o músico ou a enfermeira?
LOL

beijos prá Ana que todos os dias são bons
Ana Camarra disse…
Salvoconduto - è isso mesmo!

Maldonado-A inocência faz falta.

Meu menino-Já não havia tortas, comeste a última! Nenhum daqueles é a Lagartinha!A Lagartinha continua anónima.

Beijos
SENSEI disse…
É tão fácil!... Pegamos num lápis e numa folha qualquer, desenhamos um sol amarelo!
As pessoas complicam tudo!... Mas de facto, se e quando quisermos, podemos sempre desenhar o futuro, porque o não desenhamos como no fundo todos o queremos?!... Mais justo, mais humano, mais solidário!
Mas ao invés disso, aceitamos desenhos já pintados por outros, que desejam exactamente o contrário, desejam que a injustiça reine, que o conceito de humanidade, apenas se aplique a si e aos seus, que a solidariedade, seja vencida pelo incitamento da divisão, pois quem divide, sem dúvida que reina!
É era tão fácil, se todos nós quiséssemos, MESMO, virar isto!
O Mundo só descolorirá, se nós deixarmos!... Porque não, começar por Portugal?

Xôxos

Ouss
Ludo Rex disse…
Bela escolha... Kiss Grande :-)
Delicioso o sol
Mágica a chuva
Dislumbrante o sonho
num desenho de papel
e se quizermos...
podemos ir...
até onde
esse sonho nos levar!

Ternura aos molhos amiga

Beijo
Ausenda
poesianopopular disse…
Ana
Sabe bem viajar-mos até à infância.
Obrigado camarada
Bjo
Zorze disse…
Anocas,

Eu adoro esta música. Faz parte do meu imaginário. O desenho animado que a acompanha também está muito bom.

Pois bem. Agora que aprendeu a pôr videos, vai ser um fartote.

Beijos,
Zorze
AP disse…
Essa é que é a grande verdade...
Infelizmente a maioria das pessoas insiste em permanecer agarrada à terra e não descolar.
Ana Camarra disse…
Sensei – Por isso vou guardando uma miuda cá dentro!

Ludo-Obrigado

Ausenda-O sonho leva-nos onde queremos!

José (Poesia) – Pois sabe!

Zorze-Ainda assim a minha onda é escrever!

AP-Pois, eu não me considerando uma alucinada, continuo a descolar muito!

Beijos
Anónimo disse…
(Lindo)100
Só mesmo assim lindo entre ()elevado 100 vezes.
De facto ter vindo aqui parar ao teu blogue, foi uma coisa boa que me aconteceu!
Amiga camarada, tu és um doce de pessoa, melhor que as tortas de chocolate ou que os suspiros e depois os doces engordam!

Abraços da Lagartinha de Alhos Vedros
Ana Camarra disse…
Lagartinha Camarada

Não sou nada, sou uma pessoa, só!
E engordo porque sou boa cozinheira:)
Dia 19 não me apanhas nesse jantar, compromissos já assumidos embora me apetece lá ir de raspão só para te conhecer!

beijos
Fernando Samuel disse…
E é para o futuro que vamos - melhor ainda se acompanhados com musiquinhas assim bonitas...


Um beijo.
PDuarte disse…
adoro que brinquem comigo.
adoro que me façam aquilo que faço aos outros.
é nesta dialise que se constroi o futuro.
adoro as tuas escolhas musicais.
adoro-te, amiga.
Ana Camarra disse…
Fermnando Samuel-Sempre para o futuro, sempre.Mas a música é um doce, não é?

pduarte-Tens razão o futuro também se constroi assim. Ainda bem que gostas das musicas. Também gosto muito de ti, pinguito!

Beijos