sexta-feira, 7 de novembro de 2008




Geralmente é na sala do consultório médico que acabo por desfolhar as chamadas revistas “cor-de-rosa”, ou na casa da minha mãe.
Dou uma vista de olhos por aquelas coisas impressionantes, como o divórcio da Cintinha e Jójó, se tiver que esperar muito tempo acabo por encontrar a revista onde o mesmo par se declarava perdidamente apaixonado e mostrava as tatuagens que tinham feito com o nome um do outro em chamas…
Mas é assim, ou ficamos de olhar vidrado, ou levamos material de casa (coisa que só me ocorre quando a recepcionista me diz com ar atencioso “Dona Ana, o Doutor demora um bocadinho!”), então fico ali a desfolhar e vou aprendendo coisas fantásticas:
Hoje aprendi que o look ideal para o Verão 2006 terá sido o country urbano….
Mas que raio, será isso?!
As fotos mostram a moças anorécticas, que já de si tem um ar infeliz, com uns corpetes em ganga e bordado inglês, saias etéreas e botifarras militares…
Nos olhos tem uma espécie de nódoa negra até meio da face, só que não é negra nem roxa, é verde, azul-turquesa, cor de rosa….
Só me lembram os palhaços!
Largo a revista pego noutra.
Ali aconselham o grande filme da estação “Código Da Vinci” e desvendam em primeira mão a cara do próximo 007…

Na secção do consultório sentimental, despejam-se magoas, que suspeito sejam inventadas.
Um senhor viúvo há cerca de quatro anos, que recorre a prostitutas porque se sente muito pujante mas receia estar a trair a mulher…
Um jovem que diz que adora a namorada, mas que quando tem relações sexuais está sempre a fantasiar que está com uma colega de trabalho…
Uma jovem casada, que diz que o marido é a sua vida, mas que não tem prazer sexual, porque não é estimulada, é tudo muito rápido ao contrário do namorado anterior….
Largo a revista, olho para a TV, onde o Jorge Gabriel (agora na RTP em vez da SIC, num Programa que a última vez que vi era apresentado pelo Goucha que agora está na TVI. Só sei que este é na RTP porque está lá o logótipo, de resto os cenários, o público e mesmo a banda são iguais) e mais outra rapariga, simpática, com o sorriso pepsodente, dão destaque à rubrica de acessórios, apresentada por Paula Bobone.
Paula Bobone apresenta-se de encharpe barroca de veludo, uma incongruente mola de cabelo em strass, um colar que parece feito de clipes ou molas de roupa multicolores.
Tem duas assistentes de ar ausentes e micro vestidos a quem põe e retira colares medonhos, pulseiras de lupanar, boas de plumas…

Jorge Gabriel faz acenos entendidos de cabeça…
Acabo por fechar os olhos um bocadinho e relembrar o meu amigo MF que estando assim à espera no consultório acabou por ler um artigo onde lhe mostravam os sinais de uma relação moribunda, e retratou-se nele, saiu do consultório cancelou o casamento já marcado, deu a casa e o recheio à noiva estupefacta….
Será se eu esperar muito tempo compro um corpete country urbano e pinto os olhos até meio da cara de verde ervilha, ou passo a usar uma mola de strass na cabeça, ou vou a correr tatuar uma parvoíce qualquer no antebraço ou ….

Face a este país real transvestido, bufo, voyer, postiço, como é que ainda me espanto com as decisões judiciais sobre políticos que fogem para o Brasil e voltam como Evitas renascidas….

22 comentários:

Anónimo disse...

Saio umas horas para um almoçinho no Partido e quando chego já estou a perder um post!
Estás doente? espero que nada de grave se passe contigo ou com alguém da tua família.
Porque não aproveitas e levas umas revistas lá para a sala de espera do teu médico?
Pois, que tal uns militantezinhos?!!!

Ana, conheces a Ana da Junta, sim aquela que tem um filhote chamado Pedro?
Beijos para ela
A Lagartinha de Alhos Vedros

Ana Camarra disse...

Lagartinha, Lagartinha...

Tens mesmo que te tranformar em algo mais tangivél!
Devias de saber que tenho uns problemazitos de saúde aos quais não dou a total importância, porque decidi acima de tudo viver!
Mas ainda assim tomo os comprimidos, injecções, faço os exames e vou todos os meses, pelo menos uma vez ao médico...~

Beijos

Anónimo disse...

Vou num estante ao Barreiro,Pavilhão do Luso, vou ouvir a Secretária de Estado,mais o Presidente da Cãmara do Barreiro.
Volto logo!
Não tive tempo de mudar de brincos!
Até logo!
Lagartinha de Alhos Vedros

José Espremido Até Ao Tutano disse...

Hoje só digo isto:
Simplesmente vergonhoso!

Beijos

poesianopopular disse...

Ana
Posso dar-te uma sugestão?
quando fores ao médico leva 10 Ávantes e esquece-te deles por lá
Aposto que :-se lá voltares, cinco minutos depois, já lá não está nenhum!
Bjos camarada

Ana Camarra disse...

José

Exactamente!

Beijos

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

O que se aprende nos consultórios médicos!
E quanto à Evita de Felgueiras, escrevi um post no CR, porque desatei a rir quando soube da sentença e dos crimes de que tinha sido acusada.

salvoconduto disse...

O país constatou que é melhor fugir à polícia. Não é nada, não é nada nem um dia foi de cana! Estou mesmo a precisar de ir ao médico...

Abreijo.

alex campos disse...

Descreveste a versão pós-moderna do "Fado, Futebol e Fátima".

uma beijoca

CRN disse...

Ana,
Se cá voltasse o Soeiro, seguramente, os esteiros seriam outra coisa.

A revolução é hoje!

joroca disse...

Obrigado pela visita e pelo comentário Camarada! Tive a visitar o teu blogue e achei interessante, vou continuar a frequentá-lo e espero por mais visitas tuas no meu "espaço"!


Hasta...

Conde disse...

Magistral a forma como descreves-te a onda da vida através das revistas...magistral.

Ana Camarra disse...

José (Poesia) – por acaso já pensei nisso, o meu medico sei que até gostaria, tem lá um sócio que devia de esperar que eu saísse para os queimar…

Carlos-aprende-se imenso! Tu sabias que existia uma coisa chamada de country urbano? Eu não!
Quanto à Evita de Felgueiras, é outro retrato deste país…

Salvoconduto-Duvido que sejas tua a precisar de ir ao médico…Esta sociedade que nos querem impingir é que precisa ser extirpada, como um tumor!

Alex-pois, até estas coisas se actualizam.

CRN-Se cá voltasse tinha muito que escrever e continuam a existir meninos que não podem ser crianças…

Joroca-nada que agradecer camarada, mi casa su casa.

Conde-Magistral é exagero de amigo!

Beijos

marreta disse...

Geralmente essas revistas, quando por obra misteriosa aparecem cá por casa, tenho-as nas costas da sanita, junto ao fluxómetro, para incentivar a descarga de resíduos tóxicos, ou mesmo, para utilização esporádica em caso de imprevista falta de papel higiénico.

Saudações do Marreta.

Rei da Lã disse...

Hoje deu-te para falar de gente de plástico?!

Ana Camarra disse...

Marreta-O papel parece-me pouco absorvente!

Rei da Lã- O que quer magestade? Isto tem dias!

Beijos

Maldonado disse...

Odeio de morte o fait-divers dessas revistas.
Para teu bem, não leias essas revistas, pois são satânicas. :))

Ana Camarra disse...

Maldonado

Estou farta de rir com essa de serem satanicas, vou ao almoço dominical em casa da mãe que tem sempre exemplares, que digo?
Vade retro?
:)

Beijos

SENSEI disse...

Sabes?!... Essas revistas, são mesmo muito más, nem para higiénizar os fundos, após aquela necessidade fisiológica, servem, pois são muito quinadas e arranham o hemorroidal todo.
Mas que dá um prazer dos diabos, lá isso dá, limpar o dito, às imagens da fronha dos ocos e bajuladores apresentadores, desses programas de efeito psicotrópico, sobre as mentes mais simples e, desprovidas de vontade própria, por indução.
Quanto às decisões judiciais, sobre os pseudo políticos (nova designação para criminosos de colarinho Rosa e Laranja), não te espantes!... É mesmo assim!... Os ladrões de cima, protegem sempre os ladrões de baixo, desde que estes continuem a contribuir, para que os ladrões de cima, permaneçam na caverna do poder de Ali Bábá (também conhecida em Portugal, por Palácios de São Bento e Belém).

Xôxos

Ouss

Zorze disse...

Ana,

A isto é aquilo que eu chamo de Robotização Existencial. As massas devoram a vida dos VIPS'S, são os seus exemplos. Só que os VIP'S também se suicidam, são tremendamente infelizes e são os melhores clientes dos psiquiatras. Vidas de plástico, enfim...

Quanto à Paula Bobone que além de ter muito jeito para arranjar a mesa da sala de jantar, também gosta muito de fazer bobones. Ai, ai! Ui, ui!
As coisas que eu sei.

Beijos,
Zorze

Fernando Samuel disse...

E as revistas de 2008 são iguaizinhas a essas...


Um beijo.

Ana Camarra disse...

Sensei-Mais vale fazer papier maché com as revistas, então uso com os meus meninos para colagens, também são boas. As decisões judiciais…

Zorze-Nem quero saber se a Paula faz ou não faz, acho incrível é ter cobertura televisiva.

Fernando Samuel-Não tenho dúvidas, nenhumas…


Beijos