As Alegrias dos casados


E por mais tempo que passe, meu amor, esta expressão meu Amor continua assim viva e doce.
E por mais tempo que passe, penso que das poucas coisas que fiz acertadas na vida foi entender que aquela mulher jovem, podia ser assim a outra parte de mim.
E essa mulher jovem continua a existir dentro desta mulher mais velha, que ainda assim me fascina.
E quando brinco com os teus despistes, a quantidade de fancaria que acumulas, os teus sapatos que ameaçam ocupar tudo, sei que já não sabia viver sem os teus sapatos e a tua fancaria.
Sempre que fazemos amor os teus seios são altivos e generosos outra vez, a tua pele sempre macia, mesmo com as cicatrizes dos partos de uma vida em comum.
E o tempo passa sempre depressa a teu lado.


Pois é meu amor.
O tempo tem passado depressa lado a lado.
Mesmo quando não concordo contigo, mesmo quando me aborrecem as tuas pequenas manias.
Mesmo quando olho para um homem maduro os fios de prata nas tuas têmporas, o cabelo que rareia em certas zonas, é tão agradável como foi a cabeleira farta.
Mesmo quando falo contigo e respondes mecanicamente e sei que não me ouves, respondes, essa resposta sempre para mim dá-me o eco do carinho.

Comentários

CRN disse…
Ana,
A diferença respeitada, a certeza de se poder complementar.

A revolução é hoje!
Diogo disse…
Tens um óptimo casamento. Parabéns. A imensa maioria não se pode gabar disso. Os amores antigos esfriaram e já falta o fogo para novas paixões. E é pena.

Beijo
Ana Camarra disse…
CRN - è mais ou menos isso.

Diogo-O meu casamento será qualquer coisa que oscila entre as queixas dos casados e as alegrias, como a maioria, penso eu.
Não fiz estes posts a pensar especificamente no meu casamento, apenas em multiplos aspectos que atingem o meu e tantos casamentos, tenho um amigo que diz que a ideia de juntar duas pessoas diferentes e coloca-las a viver a vida toda, é uma ideia estupida, tenho dias que acho que ele tem razão, tenho dias em que acho que está redondamente enganado. Isto tem dias...

Beijos
poesianopopular disse…
Ana
Quando existe amor , o resto aparece!
E...perguntas-me tu; e quando não existe amor? E eurespondo-te ...pois!
Bjos camarada
Maria da disse…
Haja Amor... Kisses
Diogo disse…
Um casamento (durável) é um jogo de forças entre o convívio durante uma eternidade de duas pessoas diferentes e a cumplicidade entre dois amigos, dois amantes, e dois pais com filhos comuns. As pulsões variam de caso para caso.

O ser humano está entre o primata e cão da pradaria. Os primeiros trocam de parceiro(a) na primeira oportunidade. Os segundos são monogâmicos para toda a vida. Na evolução, da árvore para o chão, ficámos perdidos algures a meio caminho.
Ana Camarra disse…
Jose (Poesia) - Se não existir amor não vale de todo a pena.

Maria da - haja pois.

Diogo- Exactamente, subscrevo o que dizes é uma alquimia complicada entre respeito, carinho, amor próprio, não resulta todas as horas de todos os dias, mas se resultar na maioria das horas, na maioria dos dias, penso que é uma aposta ganha.
Se pelo contrário na maioria das horas, na maioria dos dias, achamos que não, então não vale a pena.

beijos
Conde disse…
Penso que o teu amigo tem razão,embora nestas coisas há que ter um certo cuidado com o que se diz.
Ludo Rex disse…
Epá a Maria da... era eu lololol
Kiss
Ana Camarra disse…
Conde- È assim, nalguns casos terá razão, noutros não, noutros assim...

Ludo Rex- Maluca!

Beijos
Sunshine disse…
É com todas estas alegrias, tristezas, de queixas e outras tantas coisas mais que se faz a "massa" com que cimentam as boas relações e fazem durar o Amor.

Bjs :)
Zorze disse…
Ana,

Ehh lá!!!

Ehhh lá!!!!!! Ao quadrado.

Numa relação a dois se não houver amizade, haverá insucesso. A amizade é muito importante.

Beijos,
Zorze
É assim...
dessa maneira vale a pena
continuar...
a estar...
e a investir nos sentidos e sentimentos
cada dia mais...!

Beijos
salvoconduto disse…
Há quem preserve essa alegria uma vida inteira, como será?

Abreijo
Fernando Samuel disse…
Vá lá a gente querer explicar o Amor...
é assim, e pronto.


Um beijo.
Ana Camarra disse…
Sunshine-Tudo faz falta!

Zorze-è claro que tem de existir amizade, aliás a amizade é uma forma de amor, também.

Ausenda-Acho que só dando se recebe.

Salvoconduto-Teremos de viver a vida toda para saber...

Fernando Samuel-È assim, não se explica, vive-se.

Beijos
SENSEI disse…
POIS!...

Xôxos

Sensei