E agora, Ana?



Há uns tempos atrás num Colóquio, Seminário ou Acção de Formação, num dos milhentos papeis a preencher havia um que me deixou embaraçada.
No papelucho, aparecia uma pergunta desconcertante: Como se caracteriza como pessoa?
De seguida seguiam-se uma série de itens a assinalar por ordem crescente:
Empreendedora-Passiva-Acertiva-Frontal-Colérica-Positiva-Negativa-Trabalhadora-Sensivél-Nervosa-Calma-Perspicaz-etc-etc-etc

Fiquei aparvalhada, ou mais que o costume, pensei-E Agora, Ana?
Ao meu lado toda a gente se afadigava a escolher, presumivelmente os mais benéficos.
Reflecti muito.
Achei que conforme os dias, a disposição, o ambiente, a equipa de trabalho, assim eu poderia assumir, uma ou várias características.
Talvez isso se pudesse traduzir que era uma pessoa instável?
Talvez.
Optei por não assinalar nada.
No final existiam duas linhas para observações.
Escrevi:
Sou uma pessoa que bebe o café sem açúcar, mas que o mexe.

Ainda hoje não sei com que ideia ficaram de mim!

Comentários

Anónimo disse…
Ana

És sensivél, inteligente, cuylta,. sensata, amiga, frontal, acertiva, empreendedora....
Mais esta música é fabulosa, tanto a primeira como a segunda podiam ter sido escritas, para ti e por ti, já conhecia a segunda e pensei nisso!
A primeira não, mas parece tua...

Beijos

Zé Manuel
poesianopopular disse…
Ana
Está-se, mesmo a ver que eles pensaram - afinal apareceu alguem que brincou connosco!
Bjos camarada.
Ana Camarra disse…
Zé Manuel

Brigadinho. Quanto ás musicas, por mortivos muito diferentes gosto muito das duas, talvez se adaptem ás várias facetas que tenho, que todos temos aliás.

José (Poesia)-Pois deve ter sido isso mesmo que pensaram.

Beijos
salvoconduto disse…
Eu às vezes também o mexo sem deitar nada lá dentro, só depois é que me dou conta que me esqueci de deitar as hermesetas, acabo sempre por o descobrir com uma interjeição...

Ainda bem que mexes, Ana.

Abreijo
Ana Camarra disse…
salvoconduto

Adoro café, adoro o sabor e o cheiro, não o suporto doce, hermesetas ainda pior, mas mexer faço por mexer o que posso a começar pelo café!

beijos
José Gil disse…
Ora ai está outra coisa em comum... Também bebo o café sem açúcar e também mexo!!!! LOLOLOL

Um beijo. O fds tá quase à porta.
SENSEI disse…
Também já me deparei com semelhantes questões, entre outras não menos constrangedoras!
Sempre me apeteceu responder a essa, da seguinte forma:
Eu não me caracterizo!... Eu sou o que sou e, quem não gostar!... Que se dane!

Xôxos

Ouss
Não tem o mesmo sabor se não se mexer
há que mexer... remexer
até onde for preciso.
Quanto à impressão que ficaram pela frase nas observações, talvez não a tenham alcançado!!!!!

beijos
ausenda
Opinador disse…
É verdade, eu também sinto alguma dificuldade em caracterizar-me. Acho que, como maioria das pessoas, aquilo que sou depende muito das circunstâncias e fico "porco" quando alguém tem a pretensão de me conhecer melhor do que eu. Porque também há pessoas assim. Pessoas com a mania de que nos conhecem muito bem, quando, na realidade, nem a elas se conhecem.
Olha, hoje sinto-me como o tempo: húmido, triste e peganhento, porque se há coisa que tem influência na minha disposição, o tempo é uma delas.
Ah, ah ah! gostei das observações, mas olhe que padeço do mesmo problema quando bebo Expresso. Em casa, não tenho esse tique...sempre é menos um talher para lavar.
Ana Camarra disse…
José Gil – O mundo é engraçado mesmo. O fds?

Ausenda- Há que mexer mesmo.

Opinador-O tempo também tem essa influência em mim, também fico murcha com o tempo assim.

Carlos-Não sei se é tique, mania, costumo perguntar quando me fazem a observação se mexem a sopa, por acaso colocam açúcar?

Beijos
José Gil disse…
fds = Fim de semana!!!1

Não era nada de mal ai ai ai!!!!
Ana Camarra disse…
José Gil

Pronto já aprendi mais uma!
Anónimo disse…
Não acredito!!!
Eu também bebo café sem açúcar, mas mexo!
Claro que com esta revelação agora é fácil saber quem é a Lagartinha de Alhos Vedros, mas de facto achei interessante esta nossa característica.
Não posso estar de conversa, tenho trabalho para fazer, volto a passar por cá lá para mais tarde.
Linda foto
Abraço da Lagartinha de Alhos Vedros
Fernando Samuel disse…
Puseste-os a pensar, está visto!

Um beijo.
Anónimo disse…
Sabes porque mesmo não pondo açúcar, mexo o café?

Pois, para melhor "saboriar" o cheiro!
Ana, tal como penso de mim, acho que és a melhor e a pior, dependendo de contexto de análise...entendes?

Um abraço
Lagartinha de Alhos Vedros
Ludo Rex disse…
És Mulher e és Humana, com tudo o que a essa condição está inerente...
Espero que continues a mexer, sempre, o café sem açúcar.
Kisses
mugabe disse…
Ana, ahahahahah que resposta mais estilosa, é assim mesmo.

O tempo (esse tempo) dá cabo de mim, nem é bom falar.

A música está excelente, nunca te disse, mas oiço sempre,...só temos por enquanto uma divergência,..não suporto os Xutos.

Abraço
Ana Camarra disse…
Lagartinha

Não sei na mesma quem és!
Sei que militas nas mesmas causas, gostamos de muitas coisas as duas, és um bocadinho mais crescida que eu, conheces o Barreiro, tens um carinho pela família Valegas como eu, gostamos as duas de café sem açúcar!
Portanto tenho a curiosidade muito aguçada.
Vou ficar atenta!
Mas sei que és minha amiga, isso basta-me.
Quanto ao que dizes que podemos ser as melhores dependendo do contexto, subscrevo plenamente, nunca gostei foi de passar de Bestial a Besta e vice versa, para certas pessoas….

Beijos
Numa formação em que estive, colaram-nos um papel nas costa e os outros é que, com uma palavra nos caractrizavam. Mais facil, e fica-se com uma ideia do que acham de nós.
Bom fds, bjs.
Ana Camarra disse…
Fernando Samuel – Acho que sim!

Ludo Rex – Também espero continuar, também espero que o meu médico não seja blogueiro…

Mugabe- Pois o clima é uma coisa que me influencia muito, por isso invejo as tuas coisas de calor e praias… (ai ai) Os Xutos, gosto o que queres que te faça, mas pronto se gostas do resto não está mal.

Beijos
Ana Camarra disse…
José Espremido até ao Tutano

Ao pensar naquilo que escreves ocorrem-me coisas pouco prasenteiras para escrever nas costas de pelo menos 3 pessoas que estavam comigo naquela coisa...
Quanto ao fim de semana, não faço ideia como é a tua vidinha, mas amanhã ainda é sexta feira, tens essa noção, não tens?

beijos
Diogo disse…
Estou precisamente neste momento a frequentar uma dessas acções de formação. Também me fizeram um teste desse tipo à chegada. À força queriam empurrar-me para uma categoria. As alternativas chegavam a ser tão parvas que me apeteceu mandar aquilo tudo à merda.

Lá respondi. E os responsáveis pela acção de formação ganharam mais umas cruzinhas para juntarem às suas estatísticas imbecis.

Beijo
Ana Camarra disse…
Diogo

Se isso os faz felizes...deixa!

beijos
Zorze disse…
Ana,

A isso se chama uma resposta ZEN.

Ou em portuga corrente - Toma lá e embrulha!

Beijos,
Zorze

P.S.: Amanhã bebo um cafécito ou um whiskito.
Ana Camarra disse…
Zorze

Eu de vez em quando tenho destas!
Perguntas parvas....respostas ao nivél...

beijos
samuel disse…
"Sou uma pessoa que bebe o café sem açúcar, mas que o mexe."

E depois? Isso não é perfeitamente normal?! :-)

Abreijos
Ana Camarra disse…
Samuel


Para mim é normalissimo...

beijos
Menina Idalina disse…
LOL... Essa é de génio !
AP disse…
Também nunca gostei de me caracterizar, prefiro mostrar o que sou, do que dizer como sou.
Cada um é o que é. Sou como sou, julguem-me os outros!

Mas gostei da resposta, irónica e à altura da questão.

Bjs
Ana Camarra disse…
Manina Idalina

Foi o que me ocorreu!

AP

Pois, como se em meia dúzia de cruzes pudessemos expor o que somos....

Beijos
marreta disse…
Distraída, desorganizada, talvez.
Para mim, essa treta dos psicotécnicos, nunca passou de isso mesmo: UMA GRANDE TRETA!
Geralmente, quando fazia psicotécnicos (já não os faço há para aí 20 anos) preenchia tudo ao calhas e às vezes resultava!
Saudações do Marreta.
Ana Camarra disse…
Marreta

Desorganizada de uma forma atroz, que só eu percebo.
Distraida, por vezes.
Também pensei fazer um dó li tá, mas saiu-me esta!

beijos