As pessoas são estranhas….

Escolhi esta música, Doors, para início desta lista de músicas.
Quem vem cá com frequência sabe que mudo muito as musicas, conforme os posts e os estados de espírito
O que não muda muito sou eu.

Continuo a ter várias características, que guardo, cultivo, acho que toda a gente as tem, em doses diferentes.
Sou sonhadora, acredito que se pode de facto mudar o mundo, resolver muito mal entendido através da palavra, do diálogo, acredito ainda que se pode construir uma sociedade melhor, para todos e com todos.
Estranho?!
Por vezes parece que sou um bicho raro!
Depois sonho com coisas mais pequeninas, mais terrenas. Tipo, viajar, ver museus, beber um mojito na praia do Varadero, entrar na FNAC e comprar todos os livros, discos e filmes que me apetecer, sem pensar na carteira.
Também sou muito contestaria, nunca me conformo com as coisas que me parecem injustas, dá-me venetas (como dizia a minha avó) e não me calo.
Isso serve-me de motor para muita coisa!
Gosto de aprender, acho que tenho sempre muito para aprender, quanto mais sei mais acho isso, cada vez que aprendo uma coisa que considero importante, fico tão feliz como uma miúda na manhã de Natal.
Gosto de viver!
Gosto da música, do amor, das palavras, da arte, da dança, das paisagens infinitas, do voo dos pássaros, do mar, sim gosto muito do mar.

Gosto de fazer amigos, assim mesmo fazer.
Pessoas com quem encontro pontos em comum e não menos importante, pontos de diferença.
Com isso aprendo e vivo.

Comentários

Anónimo disse…
Miuda

Tu és uma ave rara!
Nem toda a gente é igual a ti!
Tu és assim como dizes e és mais que isso tudo junto.
Tens sempre a mania de não te dar o valor devido, esse é o teu maior defeito!

beijos

Paulo el niño
Conde disse…
Eu acho que a Ana é uma ave rara com uma vontade de vivêr enorme.Eu vou-me reconhecendo por aqui,em algumas destas palavras.
CRN disse…
Ana,
Afirmar determinada postura, mais quando se assemelha àquela que tu defendes, é um privilégio de muito poucos, dos corajosos, dos acordados, enfim daqueles que estão realmente vivos.

A revolução é hoje!
Fernando Samuel disse…
Excelente auto-retrato.

Um beijo.
Ana Camarra disse…
Paulinho, meu menino – Tu olhas para mim com olhos de amigo!

Conde – Uma ave rara, acho que não! Mas, sim tenho uma vontade de viver enorme!

Crn – O meu maior desejo é acordar quantos possa.

Fernando Samuel – Obrigado.

Rei da lã – bem tá!


beijos
Anónimo disse…
Anita

Não mudes mesmo, por favor!
Todos os que têm o privilégio de te conhecer precisam de ti, assim como és.

Um grande beijo amiga

Zé Manuel
Ana Camarra disse…
Zé Manuel

Tu e meu menino Paulinho, tem uns olhos especiais para mim a dos amigos de infância!
De qualquer das formas, se mudar, deixo de ser EU!

beijos
poesianopopular disse…
Ana
Porque será que as pessoas têm
tanta dificuldade em ser como tu?
Não era preciso ser-mos iguaizinhos, mas se a maioria fosse parecida contigo!
Vamos esperar...de pé? Ou sentados?
Bjos
salvoconduto disse…
Sem dúvida que és um bicho raro!

Abreijo.
Ana Camarra disse…
José

Não sou assim um exemplo especial.

salvoconduto

Não sou nada! Sou uma mulher vulgar.

beijos
SENSEI disse…
Como te compreendo!... Querias um País mais justo, com pessoas mais felizes ao invés de mais parvas!
Mas felizmente ainda há alguma gente inteligente por aí, como tens constatado.
Infelizmente a maioria do povo Português, teima em recusar recompensar a diferença e em persistir no "Status Quo" todos os 4 anos.
Falta no ar aquela alegria de viver, voltámos ao cinzento como cor de um País apático, tão típica de tempos anteriores ao traído 25 de Abril.

Mas tu és quem és!... Deves ser assim mesmo, contestatária, por vezes demasiado branda, mas é apenas a minha opinião.
Eles convencem-se de que a sua voz também tem direito a ser ouvida, mas os actos, daqueles que eles defendem, são perpetrados contra todos os outros, entram-nos na nossa vida sem autorização e esvaziam-na de tudo, inclusive de direitos base como o trabalho, ou a família, pois ao promoverem o desemprego, promovem o empobrecimento da família, subtraem-nos o direito à felicidade e ao sorriso dos nossos filhos, forçam-nos a aceitar qualquer coisa por salários de saldo, obrigam-nos para gáudio do empregador sem escrúpulos e sem moral, a trabalhar mais de 12 horas por dia, tornando-nos estranhos às nossas próprias famílias.
Por estas razões, jamais aceitarei as suas ideias, jamais lhes reconhecerei o direito às suas opiniões, pois as mesmas esbarram na realidade que eles recusam ver, apenas promovendo a demagogia, como bons cães e fila que são, aguardando a sua recompensa de cauda a abanar.
desculpa mas estas coisas são como as cerejas, apenas para te explicar o porquê de eu não conseguir, ter a tua brandura no trato com esse tipo de seres.
Já vai grande o comentário, mas assim igualmente grande vai a minha revolta.

Beijos

Ouss
Ana Camarra disse…
Sensei

Pois queria isso tudo.
Mas não acho que seja assim tão mole....

beijos
PDuarte disse…
não sei quem é o Paulinho, mas disse tudo.
Ana Camarra disse…
pduarte

O Paulinho é outra ave rara.
Amigo de infância, não me lembro de mim sem ele, entre jogos de berlinde, multiplas cumplicidades, multiplas diferenças, entre aquilo que nos aproxima e a vida que nos afasta, é um AMIGO.
Como amigo é muito parcial, tem uma alta consideração por mim.

beijos
Ludo Rex disse…
És Humana, és Mulher, és Lutadora...
Kiss
Ana Camarra disse…
Ludo

Sou isso sou!

beijocas
Zorze disse…
Ana,

Tu não és anormal, és normal. Anormal é o mundo em que vives. Sonhadora és, já percebi, através do previlégio da tua convivência. E ao obséquio e paciência que tens para me aturar.

É como um determinado filme da série da 5ª dimensão.

Referindo-me aos posts anteriores - Misteriosos são os caminhos de Deus.

Beijos,
Zorze
Ana Camarra disse…
Oh Zorze

Quais obséquio, paciência, previlégio?
Nem pensar.
5ª Dimensão?!

Bom mas ainda bem que dizes que sou normal, sonhadora, sim claro, sempre.

beijos

(os Caminhos de Deus?!....)