quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Que sou?



Não sei o que sou!
Um mar de sargaços e ondas que por vezes se acalma e sussurra só baixinho
A bater nas rochas num amor e ódio eterno
As rochas da minha teimosia
Do meu cansaço da minha persistência

Um campo corrido
De arvores salteadas entre ervas e bichos
No rumor das raízes
De barro e cal e pedras escondidas

Ou então uma cidade
Onde arrumo as minhas coisas
As minhas pessoas
Em prédios e casas, Alcatrão e luzes
Restos de quintais e Varais de roupa
Um rio ao fundo

Um rio cinzento
Ou de prata
Ou azul, ainda
Queimado pelo sol em laranjas e vermelhos

Um bicho de pelo macio
Escamas duras
Garras e Asas
Sim asas, importante as asas

Um barco
Sozinho á vela
Ora enfunada, ora recolhida
Á bolina do vento ou com força remos
Entre aguas, bravas e mansas
Sempre contra a corrente

22 comentários:

ferroadas disse...

Linnnnnnnnnndo....

BJS

Nihal*Só disse...

és tudo isso e muito mais

Nihal*Só disse...

és tudo isso e muito mais

Anónimo disse...

miuda

Não és só isso!
ès uma borboleta
és uma flor daquelas bonitas
és sempre mais do que pareces
és uma gaja porreira
e nunca vais envelhecer
só cresces

beijão

Paulo

CRN disse...

As asas são isso mesmo, elementos que nos levam contra a corrente sem nela ter que tocar.

salvoconduto disse...

Sei o que tu és. Uma ave que voa sobre nós e nos atira flores todos os dias.

Abreijo

Ana Camarra disse...

Ferroadas - Obrigado, amigo.

ninhal*só - Bem vinda

Paulinho meu menino - Estás muito poeta, deve ser o amor, mas obrigado.

Crn - Pois são!

Salvoconduto - Não sou nada, sou uma pessoa com todas as suas contradições.

Beijos

Ludo Rex disse...

Lindo, lindo... Á bolina do vento ou com força remo. Entre aguas, bravas e mansas. Sempre contra a corrente...
Kiss

Ana Camarra disse...

Ludo

Não gosto de ir na corrente...

bjks

Zorze disse...

Que és? Hummm... Espera aí, deixa-me adivinhar.

...

És a Ana Camarra!!! Tchanam!!!

Adivinhei?

Muito bonita essa tua veia poética.

Beijos,
Zorze

Anónimo disse...

Ana, desculpa esta utilização abusiva deste teu espaço para enviar uma recado.
Paulinho, menino dela, era uma questão de teres telefonado para a menina durante a Festa e teriamos tido essa oportunidade. Fica para uma próxima. abraço
Ana, bj
JJay

Ana Camarra disse...

zorze -- tchanam ! Sou eu, sim, tenho uma veiazita de quyando em vez.

JJay - Já lhe disse isso mesmo, o Paulinho é assim...


beijocas

PDuarte disse...

o que importa mesmo é tu seres.
e tu és.
tu podes nem saber o quê, mas a alegria da vida está em se ser.
e tu...és.

Kaotica disse...

És uma inspirada que se sabe exprimir muito bem de várias formas. A beleza e a eficácia da tua linguagem são o espelho da beleza e da eficácia do teu pensamento.
És uma mulher inteligente, lutadora e atenta! És.

Opinador disse...

Voando nas asas da imaginação, podemos ser tudo o que quisermos.

Ana Camarra disse...

pduarte - Faço por ser eu mesma, mas esta gaja além de ter dias, de vez em quando baralha-me.

Koatica - Muito obrigado amiga. Consideras-me muito.

Opinador - Ui essas asas são terriveis, levam-nos tão longe que por vezes não queremos aterrar....

beijos

Anónimo disse...

Tu és muito mais que isso.
ès um pássaro irrequieto de plumagem bela e canto bonito que não se pode por na gaiola senão murcha e morre.
ès pedaço de vida inteira, que se dá aos outros e atrai com iman.
És um porto de abrigo, um colo constante, com a força de uma pedra e a doçura do mel.
És uma amiga fabulosa, solidária, com quem se pode contar sempre, sempre.
ès uma PESSOA, inteira e rara.
è um privilégio ser tua amiga!

Um beijão

Lena G.

Anónimo disse...

Ana

Tenho estado a bisbolhotar este blogue outra vez.
Fico com um arrepio de pensar que a conheço de vista á tanto tempo e por baixo dessa aparência existe esta mulher, sensivél, arrebatada, inteligente.
Continue, por favor.

beijo

Anónimo Barreirense

samuel disse...

O que é fantástico é que realmente podemos ser tudo isso. Pelo que tenho visto, tu já és... isto e mais o que adiante se nos for revelando.

Abreijos

Anónimo disse...

Mais uma vez ao mais alto nivél!

Anónimo disse...

Ana

Um homem distrai-se e já estás 2 textos.
Qual deles o melhor.
Mas este é seu não é?
Lindo, lindo...
Sensivél
Não corte as asas, use-as

beijocas

Augusto

Ana Camarra disse...

Lena - Obrigado, são os teus bons olhos que me vem assim.

Anónimo Barreirense - Obrigado

Samuel - Tento ser o mais eu que me é possivél.

Augusto - Enquanto em conseguir uso-as

beijocas