segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Presságio de Fogo


È um titulo de um livro de Marion Zimmer Bradley que conta a história de Cassandra, princesa de Tróia, filha do Rei Priamo, irmã de Paris e de Heitor, sacerdotisa de Apolo.
Cassandra é amaldiçoada por Apolo por resistir aos seus avanços sexuais, fica condenada a ver a verdade das coisas, mas a ninguém acreditar nela.
Às vezes sinto-me como Cassandra, vemos que algo está mal, que não vai dar certo…
Avisamos, chamam-nos aves de mau agoiro para vermos as coisas por outro prisma.
Depois dá raia, as coisas não funcionam e vêm dizer-me “Tinhas razão!!
Vemos que o rumo que isto toma não é bom, antes pelo contrário.
Vejo que me mentem, que nos mentem.
Que tentam atirar areia para os olhos.
Que me tentam convencer, que a vida não está difícil, sou eu que não sei gerir.
Que é normal existir desemprego, no fundo não querem trabalhar.
Que os professores já era tempo de estarem todo o dia nas escolas, porque afinal sempre foram privilegiados.
Que os juros são normais a malta é que não tem cabeça.
Que é impossível governar isto com menos carga fiscal.
Que já que não vamos ter reforma, que se lixem os descontos.
Fico danada.
Ao rubro.
È um presságio de fogo…

15 comentários:

salvoconduto disse...

Mais poeira os meus olhos não aguentam, por isso comprei uns óculos daqueles tipo motoqueiro, mas mandei-lhe por uma lentes cor de rosa para ler a nossa imprensa. Fica a bater a bota com a perdigota.

Opinador disse...

Eu detesto ter razão a posteriori. Para mais quando tento avisar para as más consequências e me chamam pessimista.
A verdade é que nem é preciso poderes sobrenaturais. Basta ir ao supermercado e ver o preço dos artigos de primeira necessidade.
Basta olhar para as etiquetas dos artigos e ver: Made in Spain, Made in China, Made in Taiwan... para se ficar ciente de que, mais dia, menos dia, vamos ter de enfrentar a realidade de sermos um país terceiro-mundista que nada produz, a não ser mão-de-obra emigrante.

Zorze disse...

Muito bem, Ana.
Partilho tanbém desse espírito inconformista. Muitas vezes o ter razão antes de constatado o facto origina depois uma sensação entre a satisfação e a tristeza.
Depois habituamo-nos a ouvir envergonhadamente - "Afinal até tinhas razão". Pois, mas... os erros já estão feitos.

Logo, Ana és capaz de ter razão.

Beijos,
Zorze

Diogo disse...

Tens toda a razão Ana. Só nos falam em dificuldades. Mas ninguém percebe donde elas vêm. Os bancos batem recordes de lucros de trimestre para trimestre. As construtoras idem. As grandes fortunas acumulam-se e engordam. Mas, eternamente, «adivinham-se tempos difíceis». Julgo que está na altura de virar o bico às dificuldades. Está na altura de confrontar os ladrões.

Um beijo

Ana Camarra disse...

Salvoconduto – Olha essa dos óculos, não me tinha ocorrido!
Faz-me lembrar quando eu era miúda e colocava-se frente á televisão um filtro de plástico com barras de cor, para se fingir que a tv era a cores, toda a gente tinha a cabeça azul e os pés verdes…
Mas é uma mascara.

Opinador – Pois não é preciso poderes naturais, só um bocadinho de discernimento, parece que é coisa que também é escassa.

Zorze – Costumo chamar a essas desculpas “sopas depois de almoço”, vem tarde…

Diogo – Acho que sim está mais que na hora.


Beijos

AP disse...

Uma coisa é ser profeta da desgraça, outra é ser realista. Infelizmente na maioria das vezes somos realistas e depois vêm dizer, afinal tinhas razão! Detesto!!! Aconteceu quando eu disse o que o Eng. faria deste país. Agora aguentem, pois eu avisei... Os verdadeiros profetas da desgraça são quem nos governa, e não aqueles como nós que vemos a realidade em primeira fila, enquanto aqueles sofrem de um autismo incurável!

Ana Camarra disse...

ap

Pois o Engenheiro então......
Autismo é uma praga neste país.

E pronto fico farta!

bjks

Anónimo disse...

Miuda

Avanços do Apolo não me lembro desse gajo, mas sofreste alguns!
Quanto ao resto é mesmo assim, a malta vê logo que aquilo vai dar merda, mas pronrto ninguém acredita e depois é que se vê!

beijão

Paulo

Anónimo disse...

Aninhas

Tu realmente!
Essa carola não pára!
Pois há coisas que se anda a avisar a muito tempo, tipo o aquecimento global, a ruptura dos combustíveis fosseis…
Ninguém liga e depois começam a dizer que o tempo está mudado, que faz muito frio, muito calor, etc.…
Cá então esquece!

Beijão

Zé Manuel

Ana Camarra disse...

Paulinho - Apolo nunca me calhou nenhum, não senhor.

Pois mas será que a malta é cega?!

Zé Manuel - Essa do aquecimento global só se vão tomar medidas quanda a praia mar chegar a Beja, antes disso esquece.

beijocas

Anónimo disse...

Ana

Um presságio de fogo que a deixa ao rubro!
Pois.
Deixe lá que vai incendiando algumas consciencias.
Tenha calma.

beijos

Augusto

Menina Idalina disse...

Mas, olha como alguém diria : " Há pessoas que lutam um dia e são boas ... Aqueles que lutam a vida inteira são imprescindíveis "

Ana Camarra disse...

Menina Idalina

Imprescindível é lutar todos os dias.

beijocas

Anónimo disse...

ora, mais uma vez, como te compreendo Ana... conheço esta sensação... e dá cá uma revolta!
beijinhos!
pbruno

Ana Camarra disse...

pbruno

Haja quem me perceba!