sexta-feira, 25 de julho de 2008

UFA!



Pronto aí está outro fim-de-semana á porta!
Ufa, finalmente…
Ou não, são mais dias que se passaram, mais umas injustiças que acontecerem, mais umas dividas acumuladas mesmo sem sabermos, mais uma crianças maltratadas, mais um cabelo branco, mais o barril de petróleo que aumentou, mais uma vez que não dispus de tempo para ligar aquele amigo, arrumar a gaveta que já fecha mal com a tralha acumulada, beber um café na esplanada ignorando o tique taque do relógio só assim a olhar o rio…
Mais um filme que não vi, uma canção que não trauteei, perdi um afago, um abraço, uma conversa simples com as minhas velhotas, onde se vão desfiando o rosário das recordações “Quando nasceste tinhas um casaquinho de malha traçado, branquinho…”
Perdi uns raios de sol a acariciarem o pescoço, suaves como dedos, a sombra de um grande pinheiro manso, o chilrear de um pássaro….
Mas pronto também recebi mimos virtuais, mimos a sério, telefonemas cheios de carinhos, mails de amizade…
Agora hoje vou preparar-me, fim de semana em Sesimbra, mar e piscina, piscina com vista para o mar, peixe fresco, umas amêijoas, um vinhito verde, uma conversa longa á noite com o som do mar como banda sonora.
Deixo aqui Caetano Veloso numa das minhas Canções favoritas "Estranho Amor" e já agora uma versão espectacular de um Fado de Amália "Estranha Forma de Vida", eu gosto e vocês?

31 comentários:

Anónimo disse...

Que amor não me engana
Com a sua brandura
Se da antiga chama
Mal vive a amargura

Duma mancha negra
Duma pedra fria
Que o amor não se entrega
Na noite vazia
E as vozes embarcam
Num silêncio aflito
Quanto mais se apartam
Mais se ouve o seu grito

Muito à flor das àguas
Noite marinheira
Vem devagarinho
Para a minha beira

Em novas coutadas
Junta de uma hera
Nascem flores vermelhas
Pela Primavera

Assim tu souberas
Irmã cotovia
Dizer-me se esperas
Pelo Nascer do dia

(José Afonso)

Anónimo disse...

Ana

Mais uma vez surpreendente...
Não perdeu nada amiga e se recebeu essses carinhos, melhor.
Aproveite esse fim de semana, fico roido de inveja, a músicas optimas, não conhecia o Fada cantado por Caetano, mas vai muito bem com um cheirinho Tropical.
Aceite a minha estranha amizade.

beijo

Augusto

Marreta disse...

Ora nem mais! Isso é que é qualidade de vida, o resto é acessório. Afinal a nossa passagem efémera por este mundo tem que ser disfrutada da melhor forma possível e qualquer pequeno momento de felicidade pode e deve ser repetido e consumido até à exaustão.
Saudações com muito marisco do Marreta.

Eduardo disse...

Ó Ana

Esse poeta anónnimo está mnesmo insistente, mas pronto levou já com o Sensei e já se deu ao trabalho de colocar o autor.
Mas isso é amor...
A Ana realmente sem a conhecer desperta sentimentos, carinhos e afeições, eu já a tenho como amiga.
As músicas não conhecia, são muito boas de facto.
O fim de semana, aproveite que é para voltar cheia de boa disposição...
Eu cá fico á espera

Beijo

Atever disse...

Mais um dia que passou, menos um dia para ficar... afinal é assim a vida, vai passando, deixando recordações e, como recordar é viver, os anos passam mas nunca se perde nada. Continuamos a "viver" de recordações. De boas e de más recordações, das nossas recordações...
E depois o que é que importa que o tempo tenha passado, se continua a haver uma travessa de amêijoas e uma garrafa de vinho, os amigos e a família (todos os que "valem a pena" são bem vindos), e a satisfação de sermos nós, com as nossas dores e mazelas, os nossos cabelos brancos as rugas e a sabedoria que a vida nos foi deixando.
Bom apetite e óptimo fim-de-semana aí pela bela Sesimbra.
Beijinhos.

Anónimo disse...

Aninhas

Tanto ontem como hoje cá vim e delicei-me.
Rica menina, és mesmo tu, acho que se não me tivessem dado esta tua referencia os meus dias eram mais cinzentos, mas tu és um raio de sol...
Esse poeta é que é um bocadinho para o chato, meçloso, cola.
Dou-lhe já a informação a Aninhas nunca gostou de colas, nunca.
Corre com eles a pontapé.

Mas de qualquer maneiras até mereces esses poemas...

beijos muitos

Zé Manuel

Anónimo disse...

è mulher do Diabo!
Gosto muito, muito menos de cá vir.
Sensibilidade e bom senço, bom gosto e humor.
Lindo mesmo.
Essa ameijoas fazem crescer água na boca.

Anónimo disse...

Pois há esquerda de caviar e os comunas de ameijoas e vinho verde...

SENSEI disse...

Porque raio é que para certos mentecaptos, os comunas têm de andar andrajosos e de mão estendida a pedir?
Acaso saberão que os ideólogos do comunismo eram da mais alta burguesia?!... Quem mais tinha acesso ao conhecimento?!... O povo não era de certeza!
Logo se deduz que estes anónimos de caviar, na sua declarada cobardia apenas estão a ser maldosos e mal intencionados.
A inveja é uma coisa que se lhes instala nas hastes fazendo-os balir como os cabrestos que são!

O distribuidor de poemas ao menos teve o cuidado de identificar o poeta, é CHAPA rasa esse comportamento.

Essa das dívidas é que me lixa, os camelos dos Xuxas e do seu desgoverno, já me puseram a mim e a todos os Tugas entalados com 15.000 €, pois que os paguem eles e os seus lacaios.

Mas pronto, recebeste alguns miminhos, já não estás mal.

Pois eu faço intenções de comer este fim de semana um lavagante, bem regado e, vou levar uma bandeirinha do PCP para colocar na mesa, pois sou comunista por opção e pago o que como com o dinheiro que ganho com o meu suor e trabalho, NÃO SOU CHULO POLÍTICO NEM COMO ÀS CUSTAS DE TERCEIROS.

José Gil disse...

Oh senhores anónimos. Será que não conseguem ver mais além? este último comentário do anónimo é uma vergonha.

Eu sou socialista ferrenho e nem por isso venho aqui dizer atoardas de forma cobarde, anónima ou com pseudónimo, ou criticar pessoas por defenderem ideias contrarias às minhas.

Portugal é uma democracia e a Ana ou qualquer um dos seus convidados e comentadores tem todo o direito de se expressarem as suas opiniões e ideias pessoais, sem que sejam criticadas as pessoas e adjectivadas de tudo.

Ana deixe lá que estas pessoas um dia verão que as suas acções são muito próximas de outro senhor que entretanto caiu da cadeira e morreu.

Receba um beijo deste que é do contra, mas que tem muita estima por si.

SENSEI disse...

PARABÉNS!

EM 1 ANO ATINGISTE MAIS DE 10.000 VISITAS


O livro "ISTO TEM DIAS" tem de saír!

Zé Ferradura disse...

Ana,

Mais uns dias que vivemos, isso é que importa, principalmente com saúde, que felizmente a tem, o resto tudo se ajusta!

Bom fim de semana
Zé Ferradura

salvoconduto disse...

Aproveita o sol, cum raio, que aqui está aquela chovinha miudinha molha tolos!

Quanto ao Caetano Veloso, algum dia tinhamos de discordar, não sou perfeito, tenho-lhe aqui uma pedrinha no sapato, mas isso são contas de outro rosário...

Fiquemos ambos com a Gal Costa que também ficamos bem.

Abreijo

Ana Camarra disse...

Zeca era musico, poeta, inovador, lutador uma categoria. Você caro anónimo já começa a aborrecer, identifique-se ou para com isso que é incomodativo.

Ana Camarra disse...

Augusto - Aproveito, aproveito, pode ter a certeza.

Eduardo -Aproveito mas isto não é amor é uma parvoice!

Anónimo da 12.32-Mulher do Diabo?! Não até é um gajo porreiraço o meu homem!

beijos

Ana Camarra disse...

Atever és mesmo um querido!

Zé Manuel-Pois é os colas tem o efeito de um repelente de Ana...

Anónimo da 13h05-E há parvos militantes, de pacotilha e de cobardia...

Sensei-Bem que me podias convidar para esse lavagante, eu levo as ameijoas e empresto uma bandeira do PCP. O poeta é parvo.

beijos (menos ao cobarde)

Ana Camarra disse...

Zé Gil

Recebo com muito gosto esse beijo bem como a consideração que demonstra por mim.
Há pessoal que não distingue o cu das calças....

Um beijo

Ana Camarra disse...

Sensei Pois vi agora que tive a tarde longe do computador, tanta visita, olha sempre vão aparecendo uns castiços e uns amigos virtuais e até amigos a sério.
Que venham que eu até gosto.
Os parvos se não gostam não venham, não fazem cá falta nenhuma..

beijoca (lavagante, onde e a que horas?)

Ana Camarra disse...

Zéw Ferradura-A saude ás vezes falha muito, mas vou aproveitando os momentos melhores para as maluqueiras, sabe-me bem, muito mesmo.

Salvo conduto-Não gostas do Caetano, tens de explicar isso qualquer dia. Da Gal costa, gosto muito desta história da Lili e doutoras também, claro.Olha nunca me tinham dado um abreijo...


beijocas

Atever disse...

Ana, não disseste que quando eras pequena gostavas de coleccionar "CROMOS" (acho que foi aqui que li algo sobre isso)? Pois então aí os tens eheheh.
Vim cá com um pouco mais de tempo só para ver se tinhas para a troca eheheh.
Mas fica já um aviso: cromos da bola ainda vá, agora cromos da poesia não preciso. Tenho a caderneta cheia eheheh.

Eu já disse que nunca tive, nem penso vir a ter, filiação partidária e já me considero velho demais para ser doutrinado. Isto é assim quase como com a religião: sou um ateu "praticante". Mas venho aqui com muito gosto, mesmo sabendo que por aqui costumam parar "camaradas" e nunca saí de cá com nenhuma orelha a menos. No dia em que sentir que não sou bem vindo, ou que alguém me está a pressionar numa direcção que não me agrade, a porta por onde entrei tenho-a visto sempre aberta. Entra e saí quem quer e só se deixa "doutrinar" quem for "doutrinável". E, sempre vou adiantando, lavagens ao cérebro há por aí muito quem as dê e muito candidato a recebê-las. Tanto à direita, como à esquerda.
Até digo mais: lavagens ao interior da cabeça, porque tem o privilégio de ter alguma coisa lá dentro, não se deixa “lavar” em qualquer “lavandaria”.
Bom fim-de-semana.

Zorze disse...

Ana, agora és tu a pôr-me inveja. Então?
Provávelmente prá semana passarei por aí, vamos a ver. Adoro as petiscadas em Sesimbra. Até tenho uma história que tive aí à uns anos, mas, é melhor não falar.
Diverte-te e aproveita a vida.

Beijos,
Zorze

poesianopopular disse...

Ana
É incrível como os comunistas são invejados, eu apenas tenho um conselho a dar a essa gente:-imitem-nos...se forem capazes, claro!
abraço camarada

Ana Camarra disse...

Atever o que é queres? Agora apafrece-me isto! Quanto ao resto és muito benvindo assim mesmo como és, tens a cabça muito fresca longe de mim a ideia de te dar lavagens...

Zorze Vou seguir esse conselho na medida do possivél, aproveitar todos os pedaços...

José (Poesia) Deixa estar que não me ralo, não vale a pena...

beijocas

ferroadas disse...

Olá amiga

Hoje não, mas amanhã (domingo) vou também até Sesimbra. De manhã dou uns mergulhitos, apanho um solito e depois, bem depois vou almoçar um arrozito de marisco ao “Praiamar”. Depois a volta dos tristes, Arrábida, Setúbal (compram-se uns camarões) volta-se para casa e mais um dia se passou. Tudo isto sempre bem acompanhado pela companheira de quase quarenta anos.

Talvez, quem sabe, nos possamos cruzar por lá.

BJS

Ludo Rex disse...

Bom Fim de Semana. Kiss

Ana Camarra disse...

Ferroadas -Passeio dos tristes porquê? É sempre bom, eu gosto, recarrego baterias. Hoje então tem sido um espectaculo: peixe fresco, boa caldeirada, vista para o ar, piscina a ver a serra...Agora vou dormir uma sesta luxo supremo!

beijocas grandes

Ana Camarra disse...

Ludo

Bom fim de semana para ti também espero que estejas + bem disposto...

beijoca

Rei da Lã disse...

Quem bem agora me saberiam umas ameijoazinhas...
Com vinho e broa, claro.
Lavar a loiça não me apetece...

Ana Camarra disse...

Sua Alteza

Afinal não ameijoas, são mexilhões e lamujinhas, broa não tenho co uita pena, vinho sim, claro e .... temos máquina de louça, não preciso lavar.
É só trazer broa....

beijoca

Eric Blair disse...

Sesimbra lembra-me o bitoque, enquanto teenager e a massada enquanto candidato a adulto. Quero voltar aí quando for grande...

Ana Camarra disse...

Eric

Bitoque??
Bitoque há em todo lado, aqui há um tasco com o melhor bitoque do mundo.
Vem que Sesimbra merece, mesmo com muita gente é sempre bonito.

jocas