sexta-feira, 13 de junho de 2008

VIDA MALVADA

Adeus vida atinada

Dos horários e das bichas

E das gripes do inverno

E do suor do verão


Adeus vida atinada

Adeus às práias

Cheias de gente

E um beijo p`ra quem fica


Adeus vida atinada

Ter de dormir sete horas por dia

Ir para o trabalho e ainda é de noite

Sempre o mesmo a todas as horas


Adeus vida atinada

Das mil maneiras de passar fome

Adeus às práias

Cheias de gente

E um beijo p`ra quem fica


Mudar de roupa, soltar o cabelo

Dormir no carro, todo nu em pelo

Dizer que hoje o dia está perfeito

Pôr óculos de sol a torto e a direito

Pois hoje vou pegar na guitarra

É hoje que eu me faço à estrada

Olá ó vida malvada


Escorrega e desliza

Nessa estrada de vento

Sempre, sempre, sempre


Adeus às práias

Cheias de gente

E um beijo p`ra quem fica






Quem me conhece sabe que tenho um fraquinho com Xutos e basicamente acho as suas letras poemas. Espero sempre que num futuro não muito distante sejam reconhecidos pela sua lírica. Acho que os meus filhos têm sempre um bocadinho de vergonha desta faceta roqueira da mãe, mas paciência.
Hoje, sexta-feira 13, dia de sorte ou azar na roleta do referendo na Irlanda, tudo aponta para que a sorte nos dê a todos habitantes deste cantinho do mundo a vitória do Não.
Tenho que dizer que não tenho pena nenhuma que esta situação venha a invalidar a carreira politica do nosso primeiro-ministro ou doutro qualquer ex-primeiro ministro daqueles que acharam o Tratado de Lisboa Porreiro.
Eu cá não acho!
Voltando á letra do Xutos acima transcrita, é isso mesmo que me apetecia fazer, pegar na Vida Malvada, deixando para trás todas as pequenas coisas do dia-a-dia que nos amesquinham e diminuem, que nos fazem sentir menos livres.
Felizmente está a chegar o calor e astro-rei a brilhar no céu dá-me sempre mais alento.

21 comentários:

Eduardo disse...

Era isso mesmo voltar á Vida Malvada, mesmo com uma barriguinha de cerveja que se lixe o importante é espirito.

Eduardo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Por acaso nunca tinha pensado no Xutos e Pontapes como poetas, também não é o meu genero de musica, mas olhando para esta letra percebo a identificação.
Tenho de investigar isto melhor.
Se calhar existem mais poetas escondidos nas canções.

Ana Camarra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Camarra disse...

Caro anonimo

Existem montes de canções/poemas, para além das canções feitas com poemas de Camões, Natália Correia, Manuel Alegre e de Fernando Pessoa, existem ainda todas as musicas fantasticas e marcantes com letras de Ary dos Santos, que quase todos conhecem.
E a Pedra Filosofal com um poema de António Gedeão.
E as musicas de Fanhais com poemas de Sofia de Mello Breyner e de Helia Correia.
E as músicas de Zeca Afonso.
Mais recentemente: Madredeus, Setima Legião, alguns fados da nova geração e já agora Amalia Rodrigues cantou Fados com letras fabulosas, por exemplo de David Mourão Ferreira.
Um campo que merece ser explorado.

Obrigado pela visita~

Eduardo: mandou dois comentários iguais, apaguei um.

SENSEI disse...

Calor => Praia => Mar => Mergulho => estar no paraíso com muita cerveja preta, grill de peixe, grill de carne, marisco de todas as maneiras, mas gamba ao alhinho!...Huuummmm, perceves e mais umas Sagres pretinhas bem fresquinhas, duplo huuummmmm!
A minha cara metade a ler mais de 1dúzia de livros por semana, os "putos" a ganharem guelras, mesmo que já namorem e a comer que nem uns desalmados, em especial as bolinhas de berlim da praia, penso que se a ASAE tivesse o arrojo de efectuar uma inspecção na praia aos vendedores das bolinhas, eram ali logo transformados em comida de peixe, olá se eram.

Mas de facto, os Xutos são muito bons, já na década de 80 os considerava bons com a Carga metida nos contentores, tantas vezes os passei na RMS (Rádio Margem Sul), uma experência inesquecível.
Mas tantos há, portugueses com músicas e letras de muitíssima qualidade, independentemente do estilo, eles são bons, creio que os que enunciaste o fizeste muito correctamente.

Anónimo disse...

Mulher:

Cada vez que cá venho surprendes-me.
Apesar de te conhecer á bué de time como diz a minha filha.
Ainda cantas as musicas todas dos Xutos nos Concertos até ficares rouca?
E vais para o moche?
Granda maluca.
Nunca mudes por favor.
E papas livros como se fosses um bicho da seda a comer folhas de amoreira?
Temos que arranjar um tempinho para falar que não seja esta troca de mails engraçados, será possivél?
E és uma estupida que me fizeste chorar quando ouvi aqui A História de Lily Braun, do Graaaaande Circo Mistico. Lembrei-me de quando fomos ao Coliseu ver o concerto. Bons Tempos.
Se alguem te disser que está pior não acredites, és mesmo como o vinho do Porto.

(Até o Zé aparece ao fim de decadas de silêncio-MILAGRE)

Lena G.

Anónimo disse...

Venha o Sol em todo o seu explendor.
Não festejei o Stº António mas hoje festejo o NÃO, obrigado Irlanda!
Os Xutos são os Xutos, os MAIORES!

Ana Camarra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
CRN disse...

Boa música, bom resultado do referendo, boa fotografia, bom texto, até pareces da margem sul!
A Amália cantava fados impressionantes, os xutos, àparte do tim, parece tudo boa gente, só dessa forma puderam rebentar o rock rendez-vous, esquecer os rádio macau//º¿ª\\

Ana Camarra disse...

Claro que sou do deserto!
Sou tuaregue!
O que é o Tim te fez?
Os Xutos são aquele grupo composto pelo Tim, Calu, Cabeleira e um gajo com nome esquesito....
A Amália tinha fados impressionantes.

Zé Ferradura disse...

Olá cá estou eu,
Quanto aos Xutos, são a melhor banda Portuguesa, na minha modesta opinião.

Quanto à carreira do Primeiro-Ministro? Porreiro pá!Viva a Irlanda!

Cumpts
Zé Ferradura

Professor Doutor "Atever" disse...

Olha, eu sou mais um "cota" que "curte" xutos. E não é novidade para mim que existem grandes poemas e grandes músicas nos grupos mais "da pesada", como os xutos. Embora, em termos vocais, não se possa exigir muito a um baixista como o Tim (que na sua imensa simplicidade é o primeiro a reconhecer ser um baixista que "canta umas coisas").
Já quanto às opções dos filhos (eu só tenho uma), cá por casa todos temos os nossos gostos musicais individuais mas alguns são coincidentes e nenhum de nós se envergonha dos gostos dos outros.
Aliás, a minha miúda, de 25 anos, causa espanto no emprego por ser a única que veste coisas da "maluca" da mãe (e vice-versa) e apresenta trabalhos com músicas ao gosto do pai. E não há muito tempo saltamos juntos (na Torre de Belém) ao som dos xutos.
Acho que, em determinados momentos, nos podemos integrar sem cairmos no ridículo daqueles pais que se querem fazer mais jovens que os próprios filhos.
Há tempo e lugar para todos.
Bjs.

Professor Doutor "Atever" disse...

Esqueci-me de dizer que também fiquei satisfeito com o NÃO da Irlanda.
Os políticos têm de começar a entender que só uma Europa social terá futuro.
Bjs.

CRN disse...

O que eu fiz e que o Tim entendeu mal, com base num despotismo bacôco que nem é dele, é uma longa história.. Teremos momentos para te esclarecer.

CRN

águia_livre disse...

Digam-me como é que eu posso fazer para deixar um comentário no blog da ana camarra visto que o não consigo fazer.

Será só para convidados?. lol
.

goleador disse...

Camarrada,
??????????????
ahahahahhahaha.

Chutei ao lado...foi?

ahahahahahaha

Ana Camarra disse...

Águia:
Deixas o comentário, quando eu for consultar o meu blogue publico. Eu não vivo é propriamente agarrada ao computador.

Goleador: Cada vez te percebe menos.

Professor: Venha cá sempre tenho muito gosto por vezes tambem
espreito no seu estaminé.

Zé Ferradura: ainda bem que partilhamos esses ontos de vista.

CRN-Tens de uma explicar isso.

beijos para todos

Ana

goleador disse...

Camarrada,
deixei um post, parece que levou sumiço.
Certamente mal enderaçado.
Dizia mais ou menos isto,

Perante tanto elogio,
um depravado,
tem que se remeter ao silêncio

Ana Camarra disse...

Que elogios?!

Por vezes designios da internet são misteriosos e desaparecem posts...

PDuarte disse...

A ti e, acho , que a todos, ele dá mais alento.