terça-feira, 10 de junho de 2008

O PORQUÊ DAS COISAS

Ofereceram-me o livro tinha eu uns dez anitos, o livro explicava uma série de coisas, na sua maioria inúteis, mas era o nosso tira teimas de duvidas existências diversas. Á medida que fomos crescendo o livro foi-se revelando inútil, acho que ainda anda cá por casa, os meus filhos também não lhe ligaram grande importância.
Poucos anos decorridos sobre o final do interesse do livro, os meus primos descobriram vários volumes sobre a vida sexual, eu descobri um livro do meu pai sobre o erotismo no cinema e a minha melhor amiga descobriu o Kama sutra escondido atrás das garrafas no móvel bar do pai, pois que passámos estar entretidos com múltiplas teorias sobre todas aquelas imagens e dados recentes que nos atingiram em cheio naquela fase da adolescência em que as hormonas andam ao estalo e com as garrafas do Bar, obviamente.


Enfim, hoje fazia jeito uma edição revista, actualizada e para adultos de um Livro que me explicasse o Porquê de coisas que cada vez mais são incompreensíveis e me deixam num limbo de obscuridade:

Miamar, que antes foi Burma, que antes foi Birmânia sofreu um terramoto que matou, estima-se mais de dez mil pessoas. È um país pobre, governado por uma Junta Militar, daquelas que se pensava que já não existiam. A Junta Militar impede a chegada de ajuda humanitária e existe a ideia que muito mais de dez mil vão morrer em consequência desta situação. O grande mistério que gostava de ver explicado é porque que a porcaria da ONU ainda não determinou uma intervenção naquele país? Onde é que está a sagrada aliança defensora, supostamente, dos Direitos Humanos, refiro-me á NATO e acima de tudo aos EUA? Estão de folga? Não há lá petróleo, nem diamantes, nem nada que lhes interesse? Pois.



O Presidente da Republica deu conta do seu espanto e receio aquando das Comemorações do 25 de Abril, face ao afastamento dos jovens da política e ao desconhecimento generalizado da história recente. Para chegar a essa conclusão encomendou um estudo a uma Universidade qualquer, que foi pago por nós. Mas era perfeitamente dispensável tanto trabalho, foi a actuação dos governos nos últimos anos na qual se inclui Cavaco Silva, Manuela Ferreira Leite, Vítor Constâncio, Pedro Santana Lopes, António Guterres, Durão Barroso, Isaltino de Morais, Paulo Portas, Paulo Pedroso, Ferreira do Amaral, Jorge Coelho, e tantos outros, que moldou a imagem geral do politico português: corrupto, mentiroso, empenhados em retirar Direitos e Regalias aos Portugueses, em busca de tacho, dado a negócios estranhos onde os prejudicados são os mesmos que pagaram o estudo. Nós. Agora pergunto: referir-se ao 10 de Junho como o “Dia da Raça” não será mais uma contribuição para esta situação Senhor Presidente? Não?!



O Primeiro-ministro foi vaiado por populares nas Comemorações oficiais do 10 de Junho. Trivial, começa a ser tradição, no entanto ele desvaloriza, acho que não é significativo. Então os protestos dos camionistas? Não também não significativos, percebe, mas não são significativos e o governo está convicto que está a tomar o melhor rumo para o país, não se pode neste momento tomar medidas populistas (tem que se esperar pelo ano que vem). Então não poderá ter de recuar como foi no caso dos pescadores? Não, não repare que no caso dos pescadores o Governo não recuou antes pelo contrário. – ANTES PELO CONTRÁRIO? Então uma pescadinha de rabo na boca antes pelo contrário é uma marmotinha com a boca no rabo. Deve ser. Qual Mistério aqui? É perceber, no caso de Deus existir, porque não o extermina, fulmina, reduz a pó a sal, qualquer coisa. È que para além de mentiroso e mau é estúpido.

Constatações sem mistério mas dignas de registo:

Existem Bombas de gasolina a ficar secas sem abastecimento.
Os bens essenciais começam a escassear devido á paralisação dos transportes.
O 10 de Junho é dia da Peregrinação a Fátima de crianças acompanhadas de catequistas.
O que importa é que a selecção ganhou á Turquia.

Um pedido:

Se por acaso encontrarem a tal edição do Livro, digam-me. Obrigado



3 comentários:

goleador disse...

Pescadinha de rabo na boca
ou
Pescadinha de cauda nos lábios
ou
Pescadinha de beiça na peida?
.

O subconsciente denunciou a RAÇA do
pau seco de Buliqéme, o PR, do governo
e de toda a direita. Silenciosa.
.
Camionistas (PMEs) abriram os olhos ou vão continuar a acreditar que a ANTRAM (Associação Patronal)?
É que a paralisação mostrou claramente que os interesses das pequenas empresas nada têm a ver com a ANTRAM abertamente vinculada aos grandes empresários com quem o Governo ajusta compromissos.

Sensei disse...

Estamos como o povo Português escolheu e gosta!

Este povo continua a adorar os patifes, os mentirosos e os vigaristas, pois neles vota à 34 anos.

Este Povo elogia a mediocridade, enaltece o que é obscuro e adora quem o rouba descaradamente.

Este povo adora em vez do Robin Hood, o Xerife de Nottingham, era mesmo capaz de denunciar o Zé do Telhado, e matar à fome os necessitados, só para agradar aos mais ricos.

Portugal e o Povo Português tem o que merece ter, uma selecção nacional que vale mais que os próprios filhos, sem dúvida que os degolariam sem hesitar se houvesse a possibilidade disso garantir a taça Europeia à selecção Portuguesa, uma classe política feita à medida dos valores dos Portugueses, "quem parte e reparte e não fica com a melhor parte!...Ou é tolo, ou não tem arte!", ainda "se eu lá estivesse, era parvo mas é se não aproveitasse também", tem também e seguindo a tradição, em Fátima Felgueiras, uma heroína popular, assim como em Isaltino Morais um género de Super Homem vígaro, ainda um Sócrates que foi esperto e aproveitou o poder para ter uma licenciatura e ser engenheiro, pois claro, só se fosse parvo!

Assim vai isto, porque tudo isto é triste, porque tudo isto é fado, o fado de um povo que optou ao invés de ser bestial, ser uma GRANDESSÍSSIMA BESTA.

Turmentus (M.T) disse...

grande blog, gostei...
ganhou um lugar no principadu...
Parabens...